Tamanho do texto

Isaquias abriu mão de disputar a C1-1000m para ajudar Erlon a se classificar para a Olimpíada. Acabaram ficando com o ouro


Erlon e Isaquias: os mais rápidos do mundo
Divulgação/CBCa
Erlon e Isaquias: os mais rápidos do mundo

No último dia do Mundial de Canoagem Velocidade e Paracanoagem de Milão, a dupla formada por Isaquias Querioz e Erlon Souza conquistou a medalha de ouro no C-2 1000m e garantiu mais uma vaga para o Brasil na Olimpíada de 2016.

Os brasileiros largaram forte, chegaram a cair para a terceira colocação, reagiram no quarto final da prova e concluíram com o tempo de 3min38s508. A prata ficou com os húngaros Henrik Vasbanyai e Robert Mike (3min38s836) e o bronze com os poloneses Piotr Kuleta e Marcin Grzybowski (3min39s305).

"Alguns anos atrás achávamos que era impossível essa conquista, mas graças a Deus deu tudo certo", disse Erlon logo após a prova. Isaquias, que já havia conquistado no sábado o bronze no C-1 200m, comemorou muito o resultado. "Estou muito feliz. Depois de uma boa eliminatória e uma semifinal sabíamos que o ouro poderia vir, com certeza".

Por ser o país-sede, o Brasil já tinha garantidas na Rio 2016 vagas no C-1 1000m masculino, K-1 1000m masculino e K-1 500m masculino. Por esse motivo, Isaquias abriu mão de uma excelente oportunidade de conquistar o ouro no C-1 1000m, poupando fôlego para tentar classificar outra embarcação, justamente a C-2 1000m.

No feminino, também o Brasil conseguiu avançar. Valdenice Conceição se tornou a primeira representante do país a disputar uma Final A, terminando em sexto lugar com 49s940.

No K-1 1000m, Ana Paula Vergutz também ficou em sexto (4min12s471). Desgastada, ela não conseguiu completar a final da prova de longa distância, o K-1 5000m

O Brasil tem outra chance de obter vagas olímpicas no Pan de Canoagme Velocidade, marcado para 2016, nos Estados Unidos.

A paracanoagem brasileira também teve deempenho expressivo, com três outros e quatro bronzes.

O país ficou em quatro lugar na classificação geral, que soma os resultados da canoagem e da paracanoagem, com quatro medalhas de ouro e cinco de bronze. Os três primeiros foram Alemanha, Bielo-Rússia e Austrália. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.