Tamanho do texto

Liberada para retornar aos estádios em jogos da Conmebol, torcida alvinegra teve mais motivos para comemorar no Morumbi

Punida até o meio do próximo ano pela morte de Kevin Beltrán, a torcida do Corinthians pôde ir ao Morumbi porque a pena foi suspensa até o julgamento definitivo do caso. Assim, ocupando o espaço limitado no estádio onde já festejou duas vezes nesta temporada, os corintianos voltaram a comemorar na noite de quarta-feira.

Comente esta notícia com outros torcedores

"Nosso freguês voltou", vibraram os alvinegros, antes mesmo do apito final de Ricardo Marques Ribeiro. Eles esperam repetir a celebração daqui a duas semanas, no Pacaembu, palco da segunda partida da decisão da Recopa Sul-americana. No jogo de ida, o campeão da Copa Libertadores triunfou por 2 a 1 .


Os torcedores do São Paulo também não esperaram o fim do jogo para se manifestar. Mais uma vez, o alvo das críticas foi o técnico Ney Franco, que teve de ouvir novamente o nome do ex-técnico do Santos: "É Muricy!".

O Estádio do Morumbi esteve longe de sua lotação máxima. O público total não chegou a 32 mil pessoas, número que certamente será superado no Pacaembu. Já foram vendidos antecipadamente, por meio do programa de sócios-torcedores do Corinthians, quase 30 mil ingressos.

O Corinthians jogará pelo empate para conquistar a Recopa pela primeira vez. O campeão da Copa Sul-americana precisa vencer por dois gols de diferença ou triunfar por um gol - independentemente do número de bolas na rede - e repetir o sucesso na disputa por pênaltis.