Tamanho do texto

O último atleta da posição a marcar um gol pelo time foi Willian, na derrota por 3 a 2 para a Ponte Preta, no dia 22 de abril, pelas quartas de final do Campeonato Paulista

Os atacantes Sheik, Willian e Liedson não atravessam um bom momento
Gazeta Press
Os atacantes Sheik, Willian e Liedson não atravessam um bom momento

O atacante Emerson Sheik admitiu nesta sexta-feira que os jogadores de ataque do Corinthians , incluindo ele próprio, precisam mostrar evolução considerável em relação ao que estão apresentando nos últimos jogos da equipe. O último atleta da posição a marcar um gol pelo time foi Willian, na derrota por 3 a 2 para a Ponte Preta, no dia 22 de abril, pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Após aquele confronto que marcou a eliminação do time na competição estadual, o Corinthians fez apenas quatro gols em seis jogos, sendo que nenhum deles foi marcado por um atacante. O lateral-esquerdo Fábio Santos, o volante Paulinho e o meia Alex balançaram as redes na vitória por 3 a 0 sobre o Emelec, no duelo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores, e depois Paulinho garantiu, de cabeça, o triunfo por 1 a 0 sobre o Vasco, na segunda partida das quartas de final da competição continental.

Leia mais:  Por R$ 1 milhão, Adriano se entende com Corinthians e encerra processo

No mais, o ataque, e a equipe por tabela, passaram em branco nos empates por 0 a 0 com Emelec e Vasco, nos jogos de ida do mata-mata contra os dois rivais, e também ficaram em jejum das derrotas por 1 a 0 diante de Fluminense, no Pacaembu, e Atlético-MG, em Belo Horizonte, nas duas rodadas iniciais deste Campeonato Brasileiro. E a má fase do ataque corintiano coincide com o momento ruim vivido por Liedson.

Veja também:  Emerson diz que Santos é favorito diante do Corinthians

"Nosso goleador é o Liedson, o Elton chegou e está se encaixando ainda no time, e o Liedson não atravessa fase boa, saiu do time. O Tite falou pra gente que faríamos mais trabalhos específicos com os atacantes, para dar uma aprimorada (nas finalizações). Acho que a gente precisa melhor bastante porque está devendo", reconheceu o atacante, em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava.

E mais:  Por cansaço, Alessandro deixa treino coletivo de titulares no começo

O fato de Liedson estar fora da equipe titular atualmente e por algumas vezes ter sido descartado por Tite até do banco de reservas fez Emerson admitir também que a chegada de um autêntico centroavante ao clube seria benéfica neste momento, mas ele enfatizou que o atual esquema tático utilizado pelo técnico permite a ausência de um jogador com essa característica.

Confira ainda:  Corinthians abre a sócios venda de ingressos para jogo contra Santos

Ao ser questionado se faz falta um homem de referência no ataque corintiano hoje, ele respondeu: "No esquema que o Tite montou nem tanto, tem a chegada do Paulinho, do Alex e do Danilo pelo meio e tem eu, Jorge (Henrique), ou Willian ou Gilsinho pelas pontas. Tem bastante gente pra chegar ao ataque, mas, se tivesse um 9 que a bola busca na área, que ia chegar e fazer gol, num bom momento, talvez seria legal".

Entre para a torcida virtual do Corinthians:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.