Tamanho do texto

Vitória por 3 sets a 0 contra a seleção japonesa leva a seleção brasileira a superar objetivo no Grand Prix 2011

A seleção feminina de vôlei não teve tanta dificuldade para vencer o Japão por 3 sets a 0 na segunda rodada do Grand Prix 2011. Em parciais de 25/17, 25/22 e 25/21, o Brasil conquistou a classificação antecipada à semifinal da competição, em fator que deixou o técnico José Roberto Guimarães bastante satisfeito com o elenco.

Divulgação/FIVB
Brasil enfrenta os Estados Unidos na madrugada de sexta-feira

A vitória determina a manutenção da invencibilidade do Brasil no torneio feminino de seleções. Em onze partidas disputadas, foram onze vitórias e apenas dois sets perdidos até aqui, um na primeira e outro na segunda fase da competição, contra Alemanha e Coreia do Sul. A regularidade do time foi elogiada por Zé Roberto após a partida contra o time japonês.

"Estou feliz com o resultado. Vencendo aqui, nós conseguimos garantir um lugar na fase semifinal do Grand Prix, que era o nosso primeiro objetivo aqui", contou o treinador brasileiro.

A central Fabiana enalteceu a postura do Brasil durante o jogo, mais complicado que os últimos confrontos por conta da defensiva equipe do Japão."Foi um bom jogo. O Japão é conhecido por pela sua ótima defesa e um espírito de entrega. Sentimos que tanto o nosso ataque como a defesa estavam bons hoje, o que foi determinante para vencermos o jogo", avaliou a capitã brasileira.

Zé Roberto comemorou a atuação defensiva do Brasil em um momento delicado do jogo, quando o time estava atrás do placar no segundo set e promoveu a virada na parte final da parcial ao evitando os pontos de ataque no serviço das rivais.

"Eu concordo com a Fabiana. Nós jogamos muito bem especialmente na defesa. É sempre difícil atuar contra o Japão, como percebemos no segundo e no terceiro sets", elogiou Zé Roberto.

O Brasil volta à quadra na madrugada desta sexta-feira, às 2h30, contra os Estados Unidos. As duas equipes já estão classificadas para a fase semifinal do Grand Prix, brigando apenas pela primeira colocação do Grupo B - que evitaria um aparente confronto com a Rússia logo na semifinal, deixando o possível encontro para a decisão do torneio. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.