Treinador acredita que seleção brasileira falhou no saque e na defesa e não merecia o título em Macau

O técnico da Seleção Brasileira feminina de vôlei, José Roberto Guimarães, aceitou a derrota para os Estados Unidos neste domingo, na decisão do Grand Prix, em Macau (CHI). Após vencer 13 partidas e chegar invicto à final, o time nacional perdeu por 3 a 0 para as norte-americanas, com parciais de 26/24, 25/20 e 25/21, em uma hora e 26 minutos de jogo.

"Os Estados Unidos são a melhor equipe do mundo. É um time que defende bem e erra muito pouco. É sempre difícil jogar contra elas, principalmente pelo volume de jogo. O nosso saque e a nossa defesa não foram tão eficientes como na última partida. Elas mereceram o título", admitiu.

A oposto Destine Hooker foi a maior pontuadora da partida com 16 pontos. No lado brasileiro, Natália anotou 11 e Sheilla, 10. Outro destaque foi a central Thaisa, eleita a melhor sacadora da competição. Ela acredita que o Brasil poderia ter repetido a vitória de sexta-feira, quando fez 3 a 1 nos EUA.

"Não jogamos como na sexta-feira. Tentamos nos recuperar, mas não deu certo. Estou feliz pelo prêmio de melhor saque, mas trocaria a premiação pelo título. Ainda temos muito o que melhorar", confessou.

Após 30 dias, as jogadoras e a comissão técnica voltam ao Brasil. A equipe deixa Macau na segunda-feira e desembarca no Aeroporto Internacional de Guarulhos, na terça-feira. Com oito títulos, o Brasil é o maior vencedor do Grand Prix. As norte-americanas chegaram à quarta conquista.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.