Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Vôlei Futuro rebate Sada Cruzeiro em nota oficial

Clube paulista diz entender que o mineiro quer mudar o foco dos problemas de homofobia ocorridos com Michael

Gazeta |

A equipe do Vôlei Futuro, que acusa o Sada Cruzeiro e sua torcida por discriminação, além de despreparo por parte da organização da partida válida pela semifinal da Superliga masculina de vôlei, no último dia 1º, rebateu também em nota oficial as declarações do Sada Cruzeiro desta quarta-feira.

No comunicado, a equipe de Araçatuba diz que a tentativa do rival mineiro em classificar os paulistas como responsáveis por confusões dentro e fora de quadra é uma estratégia para mudar o foco dos problemas de homofobia ocorridos com o jogador Michael, que assumiu sua homossexualidade na terça-feira.

O time ainda diz que o Sada Cruzeiro "perdeu a oportunidade de mostrar uma atitude mais digna e mais construtiva em relação ao episódio, se desculpando perante todos do ocorrido na partida em Contagem", além de frisar que a equipe de Minas sempre foi bem recebida no interior de São Paulo.

Confira na íntegra a nota oficial do Vôlei Futuro:

Em nota oficial divulgada no dia 06 de abril de 2011 a diretoria o Sada Cruzeiro declarou que "não estranha a postura do time do Vôlei Futuro que já foi responsável por várias confusões em quadra e fora dela, nesta superliga, ainda na fase classificatória".

É totalmente absurda tal declaração. A equipe do Vôlei Futuro não é e nunca foi responsável por qualquer confusão dentro ou fora da quadra. Nunca fomos punidos pelo STJD.

Na fase classificatória, fomos acusados pelo time do Volta Redonda de desordem em nossa praça de desporto por arremesso de objetos em quadra. Em julgamento realizado no STJD no dia 29 de março de 2011 restou provado pelas imagens do jogo e pelos depoimentos prestados, inclusive do delegado da partida, que não houve qualquer desordem e nenhum arremesso de objeto e assim fomos absolvidos de todas as acusações. A equipe do Volta Redonda é que teve o seu jogador Rodrigo Mudo suspenso por 03 partidas por atitude anti desportiva. Por ter se dirigido à arquibancada para discutir com torcedores e tentativa de agressão a uma torcedora .

Nós não somos e nunca fomos responsáveis por qualquer confusão em quadra ou fora dela desde 2005, quando participamos da Superliga de Vôlei pela primeira vez. O Vôlei Futuro nunca foi condenado pelo STJD por qualquer confusão, como quer fazer crer o time do Sada Cruzeiro.

A atitude do time do Sada Cruzeiro é uma tentativa de denegrir a nossa imagem com informações inverídicas, descabidas e mentirosas com o único propósito de desviar a atenção de todos ao que ocorreu na partida em Contagem, onde o jogador Michael sofreu discriminação de forma organizada.

Mais uma vez o time do Sada Cruzeiro perdeu a oportunidade de mostrar uma atitude mais digna e mais construtiva em relação ao episódio, se desculpando perante todos do ocorrido na partida em Contagem - MG.

A equipe do Sada Cruzeiro sempre que veio a Araçatuba foi muito bem recebida, muito mais do que determina o regulamento, sempre foi tratada com cordialidade e respeito em nossa casa, pelo nosso time e por nossa torcida.

Equipe Vôlei Futuro

Leia tudo sobre: vôlei futurosadamichaelhomossexualidadesuperliga

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG