Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Vissotto diz que também foi xingado por líbero Serginho

O Serginho disse que eu o xinguei no primeiro jogo, mas na verdade houve uma troca de ofensas, diz o oposto do Vôlei Futuro

Gazeta Esportiva |

Oposto titular da seleção brasileira, Leandro Vissotto se envolveu em uma confusão após o segundo jogo da final do Campeonato Paulista, entre o Vôlei Futuro e o Sesi. De acordo com o líbero Serginho, a confusão na quadra começou quando ele se recusou a cumprimentar o atacante porque teria sido xingado tanto em São Paulo quanto em Araçatuba.

Vissotto, porém, veio a público nesta sexta para se defender. "O Serginho disse que eu o xinguei no primeiro jogo, mas na verdade houve uma troca de ofensas. Ele me mandou calar a boca, me chamou de moleque etc. Mas eu encarei isso como coisa de jogo, que acabaria junto com a partida, tanto que eles ganharam normalmente", comentou o atleta, se referindo ao jogo de terça-feira, em São Paulo.

"Ontem (quinta), quando meu time ganhou, ele tirou a mão quando nos cruzamos na rede. Eu fiquei indignado e fui perguntar por que um atleta com a história dele, e com quem joguei muitas vezes na seleção, tinha feito aquilo", afirmou Vissotto, que disse que, apesar de não ter falado com Serginho, foi xingado pelo líbero durante uma divergência entre o levantador Ricardinho e o central Sidão.

Mas, para o oposto, a confusão vai acabar por aí. "Aconteça o que acontecer amanhã (sábado), vou cumprimentar todos os jogadores do Sesi, inclusive o Serginho, antes e depois da partida. Tenho um respeito muito grande por todos eles, mas só quis esclarecer o que aconteceu para não passar como o vilão dessa história", alegou.

A terceira e decisiva partida do Campeonato Paulista será realizada às 11 horas (horário de Brasília), na Vila Leopoldina, em São Paulo.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG