Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Unilever supera instável Pinheiros e mantém invencibilidade

Com grande atuação de Sheilla, time comandado pelo técnico Bernardinho saiu de quadra com a vitória

Gazeta |

Em jogo de invictos pela décima rodada do primeiro turno da Superliga feminina, a Unilever recebeu o Pinheiros/Mackenzie em um confronto de levantadoras da seleção brasileira, entre  Dani Lins, do time carioca, e Fabíola, da equipe paulista. Mas quem apareceu no confronto foi Sheilla, que liderou o time do técnico Bernardinho em uma virada sensacional no tie-break, fechando o jogo em 25/20, 20/25, 27/25, 25/27 e 15/10.

Sheilla conseguiu, praticamente sozinha, superar a inatividade das companheiras frente o eficiente jogo coletivo do Pinheiros no ataque, mas foi melhor que todas as atletas rivais na parte ofensiva. O Pinheiros, por sua vez, não repetiu na defesa o bom desempenho do ataque, com boas jogadas de Fabíola, falhando em momentos cruciais do jogo - como nas duas viradas de set do terceiro e quinto sets.

Com o resultado, a Unilever mantém a invencibilidade na edição 2010/2011 da Superliga feminina, e alcançou os 20 pontos em dez partidas. O Pinheiros caiu para a terceira colocação, com 17 pontos - os mesmos do Sollys/Osasco, que venceu na rodada e leva vantagem no primeiro critério de desempate, o set average.




O JOGO
A Unilever começou melhor a partida, mesmo com o bom início de Fabíola, bastante regular nas jogadas de sua equipe. Sheilla, no entanto, foi ainda melhor e marcou os primeiros pontos do time carioca, que chegou à vitória no primeiro tempo técnico por 8 a 6. Com um jogo muito mais disputado na volta à quadra, o time da casa continuou à frente com 16 a15 na segunda pausa obrigatória. A superioridade persistiu e o time de Bernardinho fechou em 25 a 20 após 26 minutos.

No segundo set, o técnico Paulo Coco acordou o time do Pinheiros, e as jogadores demonstraram a melhora logo nos primeiros pontos. No entanto, o sempre esquentado Bernardinho não impediu a queda de produção de sua equipe, que empatou e virou o jogo. No entanto, Fabíola comandou novamente a equipe, que voltou a ficar à frente no placar em 16 a 15. Subindo de produção, a equipe paulista devolveu o placar da primeira parcial e empatou o jogo.

No terceiro set, o Pinheiros foi melhor durante a parcial com um jogo mais consistente, mas não tem em sua equipe uma jogadora como Sheilla. A atleta da seleção brasileira segurou a má fase das companheiras e praticamente carregou o time de Bernardinho nas costas, decidindo o terceiro set depois de ver o time paulista ter o set point em 24 a 23 e virar para 27 a 25.

A recuperação do terceir set deu um fôlego maior à Unilever, que passou a jogar mais coletivamente no quarto set e abriu boa vantagem logo nos primeiros pontos, com 8 a 5 na primeira pausa obrigatória.

Em seguida, o Pinheiros até tentou correr atrás no placar, e o conseguiu ao empatar em 20 a 20 e, já marcando bem a camisa 13 do time da casa, virar o jogo para 22 a 20, em um ótimo momento em quadra. O Pinheiros voltou a pecar na defesa e deixou um novo empate das rivais, mas em seguida mostrou força para desta vez vencer o set em 27 a 25 e levar o jogo para o tie-break.

Confirmando o melhor momento, outra vez o coletivo do Pinheiros freou os ataques de Sheilla, que pouco conseguiu fugir da marcação - tanto que errou o ponto da primeira parada técnica de 8 a 5 para o Pinheiros, e levou seu treinador à loucura. As broncas deram resultado, e a Unilever virou o placar de 10 a 8 para 13 a 10. Com dois erros de ataque do Pinheiros, o time carioca fechou o jogo em 15 a 10 e a partida em 3 sets a 2. Após duas horas e 45 minutos de jogo.

Osasco vence e encosta no Pinheiros - Ainda pela décima rodada do turno da Superliga feminina, o Osasco não tomou conhecimento do Macaé Sports e, mesmo atuando fora de casa, venceu por 3 sets a 0 em parciais de 25/14, 25/12 e 25/19. O resultado fez com que a equipe ficasse empatada em pontos com o Pinheiros, que perdeu na rodada e cai para terceiro no set average (5,0 contra 2,9).

O Vôlei Futuro foi outra equipe a vencer fora de casa, ao bater o São Caetano por 3 sets a 0, em parciais de 25/20, 28/26 e 25/16. O São Bernardo sofreu para vencer o Banana Boat/Praia Clube por 3 sets a 2 com uma incrível virada (24/26, 19/25, 25/22, 25/22, 15/11).

Leia tudo sobre: unileverpinheirossuperliga feminina

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG