Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Unilever dá show e atropela Pauta/São José na Superliga feminina

Campeã olímpica Valeskinha, do time carioca, foi destaque na vitória em pouco mais de uma hora

iG São Paulo |

Divulgação
Valeskinha foi eleita a melhor em quadra, mas quis dividir o prêmio com as companheiras
A Unilever (RJ) não teve dificuldades para alcançar a 16ª vitória na Superliga feminina de Vôlei 10/11. Nesta quinta, o time dirigido pelo técnico Bernardinho passeou em quadra e venceu o Pauta/São José (SC) por 3 sets a 0 (25/9, 25/12 e 25/14), em 1h07 de jogo, no ginásio da cidade de São José (SC).

A campeã olímpica Valeskinha, da Unilever, deu um show em quadra e mostrou porque é a maior bloqueadora da história da Superliga. Eleita melhor em quadra, a atleta marcou cinco pontos dessa forma e, agora, soma 620 acertos neste fundamento. Na sua cola está a central do Vôlei Futuro Fabiana, com 609 pontos. O bloqueio foi o principal fundamento da Unilever na partida. Foram 17 pontos neste fundamento contra apenas três das adversárias.

Valeskinha não "aceitou" ficar com o troféu Viva/Volei sozinha. "É da Sheillinha, que atacou muito bem, da Dani, que distribuiu bem as bolas, da Régis, que teve uma boa sequência no ataque, da Mari, da Fabi, que brilhou na defesa... É de todas", comentou a central.

A maior pontuadora da partida foi a oposto Sheilla, da Unilever. A atacante teve 16 acertos - 14 deles no ataque e dois no bloqueio. A ponteira Mari, da Unilever, que está retornando às quadras após cinco meses afastada devido a uma cirurgia no joelho direito, jogou os dois primeiros sets. A atacante marcou sete pontos.

O retorno de Mari foi elogiado pela líbero Fabi: "Foi bom ver a Mari, de volta, cada vez mais entrosada com todo mundo, jogando bem. Isso tudo ajuda a estarmos mais preparadas para os momentos decisivos", disse.

Força no saque e no conjunto

Para Valeskinha, o saque foi importante para a vitória da Unilever. "Sacamos bem e isso facilitou todas as nossas ações. Não deixamos elas jogarem e isso é importante", analisou. Já Fabi exaltou a concentração da equipe, mesmo contra um adversário simples. "Em partidas com equipes teoricamente mais fracas nem sempre isso acontece. E o bom foi termos conseguido manter a concentração do início ao fim da partida", afirmou.

Aproveitando-se da fragilidade do rival, o técnico Bernardinho mexeu na equipe carioca e colocou as reservas para jogar. O Bernardo colocou todo mundo em quadra e isso é importante para dar ritmo ao grupo. A Superliga é longa e é necessário que todas possam atuar", ressaltou Valeskinha.

A ponteira reserva Amanda também comemorou. "Muito bom. Estava com saudades de ver o expressinho jogando. As reservas sempre treinam muito forte. Temos que dar o ritmo às titulares", disse, lembrando do apelido que as jogadores do banco ganharam no Campeonato Carioca, quando jogaram enquanto as titulares estavam na seleção brasileira.

Com o resultado, a Unilever manteve a liderança da Superliga. O time carioca voltará à quadra neste sábado, mais uma vez em Santa Catarina. Em Brusque, na Arena Multiuso, o time carioca terá pela frente o Brusque (SC), a partir das 19h.

O Pauta/São José também jogará no sábado, mas a partir das 10h30 contra o Macaé Sports (RJ), no ginásio São José, em São José.

Confira os outros resultados desta quinta:

São Caetano 3 x 2 BMG/Mackenzie (25/16, 15/25, 25/14, 23/25 e 15/05), em 1h56 de jogo, no ginásio Lauro Gomes, em São Caetano do Sul (SP)

BMG/São Bernardo 2 x 3 Usiminas/Minas (22/25, 17/25, 25/19, 25/22 e 09/15), em 2h02 de jogo, no ginásio Baetão, em São Bernardo do Campo (SP)

Brusque 0 x 3 Macaé Sports (22/25, 18/25 e 19/25), em 1h34 de jogo, na Arena Multiuso, em Brusque (SC).

*com Gazeta Esportiva

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG