Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Tranquilo, Brasil estreia com 3 a 0 sobre o Japão no Grand Prix

Sheilla foi a maior pontuadora do Brasil no confronto, com 15 bolas no chão. Brasl volta à quadra no sábado, contra Alemanha

Gazeta |

A seleção brasileira feminina de vôlei sofreu pequenos sustos em quadra, mas demonstrou bastasnte tranquilidade para vencer o Japão na estreia no Grand Prix 2011. Com erros de ataque e reecepção principalmente no set final, o Brasil, que busca o nono título no torneio, marcou 3 a 0, em parciais de 25/18, 25/16 e 25/21, após uma hora e 20 minutos de partida.

Brasil e Japão realizaram, na cidade de Busan, na Coreia do Sul, o jogo de abertura da competição feminina de seleções. O principal destaque brasileiro foi Sheilla, que teve ótimo aproveitamento e marcou 15 pontos no jogo. Paula Pequeno veio a seguir, com 14. Thaísa, Fabiana e Mari também se destacaram.

Na próxima rodada, a seleção brasileira enfrentará a Alemanha, às 4h30 (horário de Brasília) deste sábado. A equipe europeia estreou no Grand Prix com derrota de 3 sets a 1 para a Coreia do Sul.

O jogo

A seleção brasileira começou a partida com a formação costumeiramente titular, com Thaísa, Sheilla, Mari, Fabiana, Paula Pequeno, Dani Lins e Fabi. Um ginásio vazio acompanhou a partida ocorrida na cidade sul-coreana.

O entrosamento brasileiro funcionou como sempre e, com tranquilidade, o time abriu boa vantagem logo após o primeiro tempo técnico, apresentou alguma falta de atenção, mas manteve cinco à frente na segunda parada técnica. As atletas conseguiram deslanchar no placar na volta à quadra com as entradas da experiente Sassá e a jovem Tandara, viram as japonesas esboçarem uma rápida reação, mas finalizaram o set em 25 a 18, em cerca de 20 minutos de bola rolando.

Divulgação/FIVB
Seleção comemora vitória fácil na estreia no Grand Prix


No segundo set, o Japão começou marcando o primeiro ponto, mas levou a virada em poucos instantes. Após o primeiro tempo técnico, o time japonês reagiu e chegou a empatar o jogo se valendo dos erros de recepção do Brasil. No entanto, as comandadas de José Roberto Guimarães demonstraram uma tranquilidade semelhante à do seu treinador para abrir nova vantagem no placar e fechar a parcial em 25 a 16 em 24 minutos.

As japonesas começaram melhor o terceiro set, e conseguiram passar à frente no placar pela primeira vez no jogo ao fazer 3 a 1 nos primeiros pontos. O jogo permaneceu parelho e com muitos erros de ataque do elenco brasileiro, mas após a segunda parada técnica o time canarinho deslanchou no marcador. Com um ponto de ataque de Thaísa, o Brasil fechou a parcial mais difícil do jogo em 25 a 21, fechando o jogo.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG