Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Torcedores acordam cedo e aplaudem seleção no desembarque

O time Brasil, vice-campeão Mundial, voltou ao País nesta terça-feira e aprovou a recepção

Aretha Martins, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860377037&_c_=MiGComponente_C

Torcedores acordaram cedo, encararam a chuva e o frio da manhã em São Paulo para assegurar o lugar diante do desembarque do Aeroporto Internacional de Guarulhos para receber a seleção feminina de vôlei, vice-campeã Mundial.

Os estudantes Cristiano Pereira e Daiane Ribeiro e a professora Tatiane Messias já eram colegas e se reencontraram no Twitter, comentando jogos de vôlei. A amizade ressurgiu e eles já acompanharam a seleção na chegada depois do ouro em Pequim, na volta do Grand Prix deste ano e no embarque para o Mundial. Nesta terça-feira, ganharam ainda a companhia de Jéssica Luciano.

"A gente já conseguiu conversar com elas, pedir autógrafos e muito sucesso. E se não der para acompanhar de perto, a gente acompanha os jogos e comenta por MSN, Twitter...", disse Cristiano.

A seleção não decepcionou os fãs. O voo da equipe pousou por volta de 7h da manhã e pouco mais de uma hora depois, as jogadoras saíram para o saguã. Assim que elas apareceram, aplausos da torcida e elas, conversaram com todos, posaram para fotos e deram autógrafos. Apesar do cansaço da viagem de volta do Japão, com escala na Alemanha, e ainda do gosto da prata, elas atenderam a todos os pedidos de fãs e funcionários do aeroporto.

"No Brasil se costuma comemorar só quando vence, mas esse reconhecimento é muito bom. Tem que ter orgulho de vestir essa camisa, Quando a gente vesta a camisa do Brasil, acontece uma metamorfose que nem eu me reconheço em quadra", comentou a líbero Fabi.

"É legal. Quando acabou o jogo a primeira coisa que ficou na cabeça é o porquê a gente não conseguiu ganhar. Fiquei pensando, não achei, mas me falaram que no Brasil estava todo mundo feliz. No Twitter também tivemos apoio, agora aplausos.... Realmente mostramos que somos uma equipe vencedora", agradeceu a oposto Sheilla, primeira brasileira a aparecer no desembarque.

Natália, caçula da seleção com 21 anos, fez questão de agradecer o apoio da torcida nacional. "Parece que a gente nunca está satisfeito com o segundo lugar, mas o pessoal lutou, deu o máximo e as pessoas conseguiram ver tudo o que aconteceu. Gostei de todo o carinho da torcida, foi surpreendente mesmo. Até queria agradecer ao Brasil que torceu pela gente: muito obrigado", afirmou a oposta.

*com Gazeta Esportiva

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG