Tamanho do texto

Apesar do vice-campeonato, Murilo foi eleito o dono da melhor recepção e Theo, o melhor atacante da Liga Mundial

Divulgação/FIVB
Murilo, eleito o melhor jogador da Liga de 2010, levou prêmio de melhor recepção neste ano
O Brasil perdeu o título da Liga Mundial nesta tarde para a Rússia. A batalha foi para o tie-break mas, mesmo assim, não deu para os brasileiros desta vez . No entanto, dois atletas da seleção de Bernardinho receberam premiações individuais: Murilo foi o melhor recebedor e Theo foi o melhor atacante.

Theo jogou como titular durante boa parte da fase final da Liga. O jogador conquistou 53 pontos nas 89 bolas que disputou e terminou a competição com o aproveitamento de 59,55%. No entanto, demonstrou claramente sua frustração após a decisão. "É bom receber o prêmio, mas o que fica mesmo é o gosto amargo da derrota. Sei que todos falam isso, mas é verdade: qualquer jogador trocaria um prêmio individual pelo título", disse.

Já Murilo, que é ponteiro, foi premiado na recepção com o aproveitamento de 66,46% e procurou ser mais otimista do que seu companheiro. "Nos dedicamos e nos cobramos muito para estar sempre no lugar mais alto do pódio e, quando isso não acontece, a sensação que fica é muito ruim. A segunda posição não é o que queríamos, mas temos que valorizá-la por tudo que fizemos para conquistá-la. Felizmente, ganhamos bem mais do que perdemos", ponderou.

O melhor jogador da Liga Mundial 2011 foi o oposto russo Maxim Mikhaylov, que comandou a vitória na decisão com nada menos do que 27 pontos. Ele também foi o melhor bloqueador da competição. No saque, o premiado foi Dmitriy Muserskiy, também da Rússia, enquanto o argentino Luciano De Cecco foi o melhor levantador. Os poloneses Bartosz Kurek e Krystof Ignaczak venceram de melhor pontuador e melhor líbero, respectivamente.

Theo (BRA), Maxim Mikhaylov (RUS), Dmitriy Muserskiy (RUS), Murilo (BRA), Krystof Ignaczak (POL), Luciano De Cecco (ARG) e Bartosz Kurek (POL) com seus prêmios
Divulgação/FIVB
Theo (BRA), Maxim Mikhaylov (RUS), Dmitriy Muserskiy (RUS), Murilo (BRA), Krystof Ignaczak (POL), Luciano De Cecco (ARG) e Bartosz Kurek (POL) com seus prêmios

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.