Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Terror no Rio de Janeiro suspende final do Carioca de vôlei feminino

Desde domingo, o cidade vive uma onda de violência, com arrastões, veículos queimados e ataques a bases policiais

Gazeta Esportiva |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237859809221&_c_=MiGComponente_C

Nesta quinta-feira, o esporte acabou sentindo o clima de terror no Rio de Janeiro. Após criminosos incendiarem um ônibus nas mediações do Ginásio do Tijuca Tênis Clube, local da partida, a federação estadual decidiu adiar o jogo, ainda com data indefinida.

Desde domingo, o Rio de Janeiro vive uma onda de violência, com arrastões, veículos queimados e ataques a bases policiais. De acordo com o governo carioca, os ataques partem das facções criminosas e são uma reação contra as UPPs (Unidades de Polícia Pacificadoras, instaladas, sobretudo, dentro de inúmeras favelas dominadas pelo tráfico de drogas.

A partida marcaria a estreia da atacante Sheilla na Unilever/Rio de Janeiro. Após derrotar o Universo, de São Gonçalo, a equipe comandada pelo técnico Bernardinho enfrentará o Macaé Sports na decisão. 

As próprias jogadoras comentaram a iniciativa no Twitter. A meio de rede Carol Gattaz foi uma das primeiras a relatar o episódio em seu microblog. "Cancelado o jogo de hoje no Tijuca. A Sheilinha acabou de me avisar que cancelaram", avisou.

Leia tudo sobre: vôlei - outros campeonatos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG