Time paulista chegou a dar trabalho para Jastrzebski, da Polônia, mas perdeu por 3 a 2

Não será desta vez que o vôlei brasileiro conquistará o Mundial de Clubes Masculino. O Sesi-SP foi derrotado, nesta quinta-feira, para o Jastrzebski, da Polônia, por 3 sets a 2, parciais de 25/23, 18/25, 19/25, 25/13 e 15/13, e parou na semifinal do torneio.

O time paulistano, atual campeão da Superliga e do Sul-americano, chegou a liderar o placar por 2 a 1, porém caiu de produção e tomou a virada. Os verde-amarelos permanecerão em Doha, no Catar, para a disputa do terceiro e quarto, que está marcada para a sexta-feira. O adversário será o Zenit Kazan, da Rússia.

O oposto Wallace bem que tentou, contabilizando 25 pontos, porém não conseguiu levar o Sesi à decisão. O mais eficiente no bloqueio foi Sandro, com quatro.

Giovane Gávio não se abateu com a queda, visou à obtenção do bronze e enalteceu a força dos poloneses, que brigarão pelo troféu com os italianos do Trentino, atuais bicampeões do certame.

"Os nossos adversários estão de parabéns. A equipe deles é muito forte e eles merecem ganhar este campeonato. Nós erramos muito nessa partida e precisamos esquecer o jogo de hoje. Vamos pensar somente no jogo de amanhã e buscar a medalha de bronze para o Brasil", afirmou.

Apesar do revés, o Sesi voltou a levar o Brasil à semi do Mundial. A última vez havia sido em 1991 com o Frangosul.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.