Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Sesi vence Vivo/Minas e empata a semifinal na Superliga masculina

Fora de casa, os paulistas conseguiram a virada em 3 sets a 1 e, agora, recuperam a vantagem de decidir a série em casa

Aretha Martins, iG São Paulo |

O duelo São Paulo x Minas Gerais na série semifinal da Superliga masculina 2010/2011 está empatado. O SESI, da capital paulista, visitou o Vivo/Minas, da capital mineira, e venceu por 3 sets a 1, com parciais de 20/25, 25/13, 25/18 e 25/18 em Belo Horizonte.

O duelo que teve os campeões mundiais e estrelas como Marlon e André Nascimento do lado da casa contra Murilo e Serginho na outra quadra foi menos equilibrado do que o primeiro, quando o Minas venceu no tie-break. Agora, os donos da casa venceram a primeira parcial usando bem o saque, mas depois, o SESI cresceu e conseguiu boas vantagem em todas as parciais seguintes. Murilo, melhor jogador do mundo em 2010, foi eleito o melhor em quadra na partida.

Com essa vitória, o SESI, que foi líder na fase de classificação, deixa a semifinal empatada e recupera a vantagem de decidir a série no seu ginásio. O terceiro jogo será na próxima sexta, dia 8 de abril, no ginásio Vila Leopoldina, em São Paulo. Quem vencer, vai para a final. O SESI busca a vaga inétida e o Vivo/Minas, dono de quatro títulos nacionais, quer esquecer o sétimo lugar da última temporada.

Em mais um duelo entre mineiros e paulistas, só que do interior do Estado, o Sada/Cruzeiro venceu em casa do Vôlei Futuro por 3 sets a 2 na noite de sexta-feira e saiu na frente na série. Tanto Sada/Cruzeiro quanto Vôlei Futuro buscam a final da Superliga pela primeira vez.

Divulgação CBV
Vini, do Sesi, comemora contra o Vivo/Minas, em jogo que empatou a semifinal

O jogo
O primeiro set em Belo Horizonte começou bastante equilibrado. Após alternância na liderança, o Minas chegou aos dois tempos técnicos na frente (8 a7 e 16 a 15). Na volta ao jogo, os donos da casa abriram no placar, primeiro com ace de Diogo, no 18 a 16 e, depois, nos erros de ataque do SESI, 21 a 17. O Minas cresceu e fechou a parcial em 25 a 20, com um saque forçado de Luiz Felipe.

Na segunda parcial, o SESI começou mais concentrado e abriu 4 a 0. No contra-ataque de Thiago Alves, a vantagem subiu para 6 a 1 e, logo mais, para 16 a 7, em uma sequência de quatro pontos, com três bloqueios. O Minas conseguiu encaixar ataques com a entrada de Lucarelli, da seleção brasileira juvenil, mas o SESI abriu 19 a 9 no contra-ataque de Thiago Alves. E os visitantes fecharam em 25 a 13 no ataque para fora de Lucarelli.

De novo, o SESI largou na frente na terceira parcial, marcando 3 a 0. Entretanto, no bloqueio de Henrique no meio, o Minas empatou em 3 a 3. No primeiro tempo técnico, a vantagem dos paulistas por 8 a 7. E eles abriram em 15 a 10, a maior vantagem até o momento no set. Aos poucos, o Minas voltou para o jogo e, erro do oposto paulista Wallace, a diferença caiu para apenas um ponto, com 18 a 17 no placar. Mas o SESI emplacou uma boa sequência e respirou no 20 a 17. Depois, disparou e chegou ao set point no bloqueio de Vini após um longo rali. E na invasão por cima de Marlon, o SESI fechou em 25 a 18.

A história começou parecida no quarto set, com o SESI liderando com folga, com 6 a 1 no placar. E, mais uma vez, os visitantes seguram a vantagem, com 17 a 12 já na parte final do set. O Minas ainda tentou se recuperar, diminuiu para 18 a 14, mas o SESI logo impôs 21 a 14, na boa passagem de Murilo pelo saque. Depois, eles fecharam em 25 a 18 e empataram a série semifinal, levando a decisão para São Paulo.

Leia tudo sobre: sesivivo/minassuperliga masculinasemifinal

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG