Líbero, que pensou em se aposentar da seleção brasileira, diz que não sente mais dores nas costas

Divugação/CBV
Serginho treina com o Brasil no Ibirapuera para encarar Porto Rico
O líbero Serginho passou por uma temporada de superação no Sesi e na seleção brasileira. Depois de passar por uma cirurgia e "colocar quatro parafusos nas costas" no ano passado, como ele gosta de falar, Serginho voltou a jogar no alto nível, foi campeão da Superliga e, agora, defende o Brasil na Liga Mundial. Apesar da boa forma, o jogador evita fazer planos.

"Eu estava muito bem, fui dar um peixinho, travei e tive que colocar esses parafusos nas costas. Agora eu não penso mais no futuro, não", afirma Serginho. "Quero dar um passo de cada vez. Vou jogar amanhã (sábado) e se sair vivo, jogo no domingo. E assim vai", brinca.

O líbero, único atleta da posição a ser eleito o melhor jogador do mundo em uma Liga Mundial, chegou a pensar em desistir da seleção por causa dos problemas na coluna. Agora, ele afirma estar bem e feliz no time de Bernardinho. "Eu não sinto mais dor nenhuma... não nas costas. Do resto eu nem falo nada".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.