Jornada de mais de 24 horas de viagem exige cuidados especiais da comissão técnica para adaptação ao fuso-horário

Depois de sair no final da tarde de sexta-feira do Brasil e enfrentar uma verdadeira maratona aérea, a seleção brasileira feminina de vôlei desembarcou neste domingo na cidade sul-coreana de Busan, onde disputará os seus primeiros jogos nesta edição do Grand Prix. A equipe comandada por José Roberto Guimarães terá como primeiros rivais Japão, Alemanha e Coreia do Sul, nos dias 5, 6 e 7 de agosto, respectivamente. 

Para chegar ao seu destino final, as brasileiras viajaram por 12 horas até Munique, na Alemanha, onde esperaram por duas horas antes de voar mais 12 horas até Seul, na Coreia do Sul.  Já no país, a seleção pegou um último voo, para finalmente desembarcar em Busan. 

"Nesse primeiro momento vamos buscar a adaptação de toda a equipe ao fuso horário. A viagem foi cansativa, mas precisamos manter o grupo acordado. Por isso, optamos por fazer uma caminhada após o almoço", afirmou o preparador físico da seleção brasileira, José Elias Proença, ao comentar a desgastante viagem e ao fuso horário de 12 horas de diferença em relação ao horário de Brasília.

No dia em que o Brasil desembarcou em Busan, José Roberto Guimarães completou 57 anos e ganhou um bolo no jantar da equipe. Campeão olímpico com a seleção masculina em 1992 e com a feminina em 2004, o treinador lembrou que se tornou rotina para ele festejar esta data distante da família. "Ano passado a primeira etapa do Grand Prix foi no Brasil e pude comemorar o meu aniversário com os meus familiares, mas, normalmente, passo longe de casa. Já estou até acostumado", disse.

Invicta em 2011, com dez vitórias em dez partidas, a seleção feminina buscará o seu nono título do Grand Prix, que terminará no próximo dia 28 de agosto. O Brasil convocou as levantadoras Fabíola e Dani Lins, as opostos Sheilla e Tandara, as ponteiras Mari, Natália, Paula Pequeno, Fernanda Garay e Sassá, as centrais Thaisa, Adenízia, Fabiana e Juciely e a líbero Fabi para o torneio. Já a levantadora Ana Tiemi e a oposto Juliana Nogueira foram dispensadas por questões técnicas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.