Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Rússia vence Brasil na final e conquista bicampeonato

Brasileiros perdem por 3-2 com parciais de 23/25, 27/25, 25/23, 22/25 e tie-break de 15/11 na final da Liga Mundial

Amanda Previdelli, iG São Paulo |

A vontade de conquistar o decacampeonato e ainda conseguir uma revanche contra os russos, que bateram a seleção na primeira fase por 3 sets a 0 não foi suficiente e, em jogo de 5 sets, o Brasil perdeu da Rússia. Com a vitória, a jovem equipe russa chega ao bicampeonato e vai embalada para os Jogos Olímpicos de Londres.

A primeira medalha de ouro dos russos na Liga Mundial foi em 2002, em final também contra os brasileiros. A seleção nove vezes campeã bateu os russos 1993, 2007 e 2010.

O jogo

O primeiro set foi bastante disputado, com o Brasil na vantagem, mas com os russos sempre próximos, por vezes até virando. Os erros de saque ainda atrapalharam muito a seleção, mas o bloqueio funcionou melhor e Giba recebeu boas bolas de Bruninho, que soube atrapalhar os centrais da Rússia. Lucão entrou no fim do set, forçou bem o saque e dificultou o passe russo. Sempre apenas alguns pontos na frente, o Brasil conseguiu fechar em 25/23.

No segundo set foi a Rússia que encontrou dificuldade em encaixar o saque, mesmo estando melhor na virada de bola. O alto bloqueio dos russos também deu trabalho para o Brasil, que marcou muitos pontos em bolas de primeiro tempo e erros dos adversários. Na segunda metade o set, Lucão aparece novamente com muito destaque virando todas as bolas que recebe e explorando bem o bloqueio.

A Rússia tem muitos problemas com a constância do seu saque e, mesmo conseguindo alguns aces, deu pontos de graça para a seleção e ficou impossibilitada de aumentar sua vantagem. O set continuou bastante tenso, com as duas equipes desperdiçando muitos pontos e trabalhando com o bloqueio. Biriukov chega de trás para cortar em cima da defesa brasileira e fechar o set em 27/25 para a Rússia.

Confira o relato da partida

O terceiro set começou com a Rússia na frente. Os russos chegaram a abrir seis pontos de vantagem sobre os brasileiros, que demonstraram um pouco de nervosismo e cometeram muitos erros. Os primeiros pontos da seleção foram de erro de saque dos russos, que forçaram todos os saques, errando alguns e dificultando o passe brasileiro em outros. Com a inversão do 5x1, o Brasil começou a reagir no set, com boas atuações de Marlon e Vissotto. De volta em jogo, os brasileiros enfrentam bem o pontuador Mikhaylov e o excelente levantador, Butko, mas não é suficiente. O set que estava 13 a 7 para a Rússia termina com vitória dos russos por 25/23.

A seleção brasileira volta para o quarto set com força e começa abrindo vantagem sobre os russos. Os atacantes viram bem as bolas, mas a Rússia não se deixa abater e Mikhaylov marca ponto atrás de ponto. Set marcado por sucessivos erros de saque dos dois lados, Giba apareceu bem e, experiente, converteu importantes bolas da entrada de rede e ajudou no bloqueio brasileiro. A experiênca da seleção nove vezes campeã da Liga Mundial fez a diferença e os russos começaram a errar cada vez mais. O set terminou com erro de saque de Ilinykh, 25/22.

Tie-break de final é sempre tenso, mas Brasil e Rússia fizeram rallys e pontos incríveis. Mikhaylov novamente se mostrou o essencial pontuador russo e Murilo e Giba responderam à altura. A disputa foi ponto a ponto, mas o pontuador Mikhaylov, que marcou 27 vezes na partida, além do impenetrável bloqueio russo, não deu chances para a seleção brasileira. O tie-break terminou em 15/11 com ponto de Mikhaylov em bola cruzada pela direita.

Por 3 sets a 2, com alguns erros da arbitragem, mas muitos pontos sensacionais da Rússia, os russos venceram o Brasil na final de 5 sets e se tornaram bicampeões da Liga Mundial de Vôlei. A disputa da medalha de bronze foi também neste domingo, com vitória do time da casa, Polônia, por 3 sets a 0 contra a Argentina. Ano que vem, a Rússia será a seleção a ser derrotada nos Jogos Olímpicos de Londres.

AP
Jogadores da seleção russa comemoram bicampeonato na Liga Mundial de Vôlei

 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG