Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Rússia vence Alemanha e segue 100% na Liga Mundial

Com parciais de 25/23, 25/15 e 25/22, equipe lidera o Grupo B, com 12 pontos e quatro vitórias

Gazeta |

Jogando em casa, a Rússia não deu chances à Alemanha e venceu por 3 a 0 na partida final da segunda semana da Liga Mundial Masculina. Com parciais de 25/23, 25/15 e 25/22, o time garantiu a liderança do Grupo B, com 12 pontos, quatro vitórias e 100% de aproveitamento.

"Fico feliz com a vitória. Fomos fortes no serviço, no bloqueio e no espírito de equipe. Essa é nossa maior arma, mas ainda estamos cometendo erros elementares, que iniciam uma sucessão de erros. Isso não nos deixa controlar o jogo. Deveríamos ser mais cuidadosos e confiantes", admitiu o técnico russo Vladimir Alekno.

Logo na sequência aparece a Bulgária, vitoriosa contra o Japão por 3 a 1, parciais de 22/25, 25/21, 25/16 e 25/20. Os asiáticos ainda não venceram na competição, mas têm outra chance ainda neste domingo, quando voltam a enfrentar os búlgaros.

Pelo Grupo C, a Argentina venceu novamente Portugal, em Povoa de Varzim, e continua líder, agora com nove pontos. O placar foi de 3 a 1 para os sul-americanos, com parciais de 25/23, 25/21, 14/25 e 25/22. Em segundo lugar na chave, a Sérvia ultrapassou a Finlândia em sets diretos: 25/21, 25/15 e 25/21.

Adversários do Brasil na primeira fase, Estados Unidos e Porto Rico duelaram mais uma vez, em San Juan, e a vitória foi novamente dos norte-americanos. O placar de 3 a 1, parciais de 25/23, 26/24, 22/25 e 25/12, deixou o time com nove pontos, ao lado do time de Bernardinho, que ainda joga com a Polônia neste domingo.

Porto Rico ainda não venceu nenhuma na Liga Mundial, situação idêntica à da França, lanterna do Grupo D. A última derrota foi para a Coreia do Sul, por 3 a 1, parciais de 27/25, 19/25, 25/23 e 25/16.

"Nosso time lutou bem, mas não conseguimos vencer, pois perdemos a concentração no final do terceiro set. Esse foi o fator decisivo para esta derrota", explicou o capitão francês Guillaume Samica.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG