Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Reservas apanham da Rússia, e Brasil avança em 2º na Liga Mundial

Bernardinho manteve apenas Sidão e Serginho dos titulares da vitória sobre os Estados Unidos e o time perdeu por 3 sets a 0

Aretha Martins, iG São Paulo |

Divulgação/FIVB
Rússia fechou a porta para o Brasil com um bloqueio eficiente nesta sexta-feira
A seleção brasileira masculina de vôlei fechou a fase final da Liga Mundial com uma derrota. Com um time misto em quadra, o Brasil levou 3 sets a 0 da Rússia, com parciais de 25/20, 25/20 e 25/17, em uma hora e 12 minutos de partida na cidade de Gdansk, na Polônia. Com o resultado, o time de Bernardinho, que já tinha vaga na semifinal , avança com o segundo lugar do grupo F. A liderança ficou com os russos, invictos nesta etapa da competição.

O Brasil enfrenta a Argentina na briga por um lugar na final. A equipe sul-americana já estava classificada e assegurou o primeiro lugar no grupo depois a vitória da Bulgária sobre a Itália . Polônia e Bulgária disputam a outra vaga. Quem levar a melhor encara a Rússia na semifinal.

A partida desta sexta-feira era apenas para cumprir tabela e Bernardinho disse que mudaria a equipe para dar ritmo aos jogadores . Ele cumpriu a palavra e a seleção foi para quadra com o levantador Marlon, o oposto Leandro Vissotto, os pontas João Paulo Bravo e Dante, e o central Rodrigão. Apenas Sidão, o outro central, e o líbero Sérginho haviam começado como titulares na vitória diante dos Estados Unidos.

Com um jogo bastante apático, o Brasil foi presa fácil para os russos. Os europeus dominaram todos os fundamentos. A Rússia fez 8 a 2 em pontos de bloqueio e 9 a 3 em aces. Leandro Vissotto, entretanto, foi o maior pontuador da partida, com 12 bolas no chão. Do lado russo, Taras Khtei e Maxim Mikhaylov fizeram 11 pontos cada um e foram os destaques.

O jogo

Divulgação/FIVB
Russo Apalikov lamenta ponto do Brasil no 1º set
Rússia começou melhor e logo abriu três pontos no placar, com um ace (7 a 4). Os europeus, aproveitando-se dos erros do Brasil, se mantiveram na liderança e ainda abriram mais. Já no final da parcial, com um bloqueio em João Paulo Bravo, eles marcaram 22 a 19. Depois, com bloqueio do central Muserskiy, de 2,18m, em Rodrigão, a Rússia fechou o set em 25 a 20.

Na segunda parcial, o Brasil esboçou uma reação. Com bom saque e erros do lado russo, a seleção chegou a 6 a 2 no marcador. Aos poucos, a Rússia se arrumou em quadra e buscou o empate em 10 a 10, mais uma vez com um bloqueio, agora para cima de Leandro Vissotto. A Rússia ainda fez mais três pontos em seguidos, com direito a dois aces de Apalikov (14 a 11). O Brasil conseguiu uma sequência de pontos no final da parcial, mas os russos venceram também o set em 25 a 20 com um ponto de contra-ataque.

O Brasil voltou para o jogo com Mário Júnior como líbero, no lugar de Serginho. A Rússia, entretanto, logo impôs 3 a 0 sobre os brasileiros. Mais uma vez, a seleção se mostrou apática em quadra e sem recepção ou ofensividade, ficou todo o tempo atrás no placar e perdeu por 25 a 17.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG