Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Quartas da Superliga masculina têm duelos de favoritos e clássico

Os playoffs começam na noite de segunda-feira com Sesi x Medley/Campinas e Montes Claros x Vivo/Minas

Aretha Martins, iG São Paulo |

“Não dá para apontar favoritos”, diz Bruninho, levantador da Cimed. “Todos que ficaram são candidatos ao título”, afirma Mauro Grasso, técnico do Pinheiros/Sky. É com esse clima que começam as quartas de finais da Superliga masculina a partir desta segunda-feira. Veja quais os confrontos e os destaques de cada equipe.

Sesi x Medley/Campinas

Divulgação
Melhor jogador do mundo em 2010, Murilo é um dos lídres do Sesi
Do lado do Sesi, que fechou a fase de classificação na liderança, a aposta é no volume de jogo. “Fizemos uma grande primeira fase, garantimos a vantagem do mando de quadra e fiquei muito satisfeito com o nosso rendimento. Só que isso é passado, temos uma série bastante difícil contra Campinas, que é um time bem armado e não podemos errar, precisamos ter um bom passe para o ataque poder render”, diz o confiante técnico Giovane Gavio.

No elenco, os destaques ficam para o ponteiro Murilo, melhor jogador do mundo em 2010; o oposto Wallace, maior pontuador da Superliga com 461 bolas no chão até o momento, e Sidão, dono do melhor saque do torneio.

Já o Medley/Campinas, criado nesta temporada, se classificou com a última vaga e tem no time o campeão olímpico e mundial André Heller. E ele reconhece que o Sesi é um dos favoritos. “Vamos enfrentar uma equipe que é uma das melhores da competição e precisamos estar bem preparados em todos os fundamentos”, disse.

Cimed x Vôlei Futuro

Divulgação
Levantador e capitão Bruninho é um veteranos da equipe da Cimed
O duelo reúne o atual campeão nacional e o time considerado o “galáctico” dessa Superliga, com Leandro Vissotto, Ricardinho, Lucão e Mário Jr. Porém, mesmo com o alto investimento, a equipe de Araçatuba teve alguns tropeços ao longo da competição e terminou o returno apenas na sétima colocação. Foram 12 derrotas em 28 jogos.

Isso, entretanto, não deixa Bruninho, levantador da Cimed, menos preocupado. “O Vôlei Futuro teve alguns problemas no início, principalmente por causa de lesão, mas é uma equipe que dispensa comentários. Eles são muito fortes no ataque”, analisa o capitão catarinense.

Já a Cimed teve cinco tropeços, sendo três nas últimas rodadas, quando ficou sem seu levantador titular, que se recuperava de uma torção no tornozelo esquerdo. No seu retorno, a equipe bateu o BMG/Montes Claros por 3 a 0 e assegurou o segundo lugar na tabela. “Não tinha como atrasar a volta. Com os playoffs dessa semana, se tiver 100, 80 ou 50% não interessa. Tem que jogar de qualquer jeito”, fala Bruninho.

A equipe de Florianópolis aparece bem nas estatísticas da Superliga. No individual, tem João Paulo, o melhor atacante. Já no conjunto, é o segundo melhor no ataque e o quarto no ranking de bloqueio.

“Vai ser parada dura porque eles sempre chegaram as finais e, agora, são o time a ser batido”, afirma Leandro Vissotto, oposto do Vôlei Futuro.

Sada/Cruzeiro x Pinheiros/Sky

Divulgação
Giba torceu o tornozelo e perdeu parte do returno, mas está de volta ao Pinheiros/Sky
Sada/Cruzeiro, dono do terceiro lugar na tabela, vai enfrentar quem queria nas quartas de final. “Vamos pegar o Pinheiros e já os vencemos duas vezes nesta Superliga. Estamos confortáveis em enfrentar essa equipe na fase final”, explica o central Acácio, que já projeta a próxima etapa. “Depois, uma semifinal seria contra a Cimed e também ganhamos as duas deles, o que é importante”.

E o time mineiro mostrou poder ofensivo durante o torneio. Eles lideram os números de melhor saque e ataque da competição nacional.

Do outro lado, o Pinheiros/Sky teve que superar uma crise interna. No final do ano passado, dispensou o central Rodrigão e o levantador Marcelinho. No returno, a equipe apresentou melhores e resultados e sempre ficou entre as classificadas para os playoffs. Agora, com o elenco entrosado com os novatos Silêncio e Vinhedo, e Giba, que havia torcido o tornozelo direito, recuperado, o técnico Mauro Grasso começa a fazer contas. “Agora é tudo ou nada. É conquistar cinco vitórias para sermos campeões”.

BMG/Montes Claros x Vivo/Minas

Divulgação
Levantador Marlon chegou nesta temporada para reforçar a equipe do Vivo/Minas
Os times protagonizam o clássico mineiro das quartas de final da Superliga 2010/2011. O Montes Claros ficou com a quarta colocação geral e teve que se acostumar com uma nova equipe nesta temporada. Dos jogadores que foram prata na última temporada, apenas o levantador Rodriguinho e o central Salsa seguiram no elenco. Ainda assim, eles ocupam a quarta posição no fundamento ataque e a sexta colocação no saque. No fundamento ataque, o oposto Leandrão, repatriado nesta temporada, se destaca na segunda colocação.

O Vivo/Minas, maior vencedora da Superliga ao lado da Cimed com quatro títulos, ganhou nomes de peso como o levantador da seleção brasileira Marlon e os pontas Diogo e Ezinho, que eram do Montes Claros. O time de Belo Horizonte engrenou no returno do torneio, quando conseguiu uma série de oito vitórias consecutivas que lhe rendeu a quinta colocação na tabela. Além disso, tem o melhor bloqueador do torneio, o norte-americano Russel Holmes, e a equipe é dona do segundo melhor saque.

Talmo, técnico de Montes Claros, analisa o rival: “É um time muito forte, que joga rápido. Temos que respeitá-los, pois sabemos de toda a sua potencialidade. Eles têm uma variação de jogo forte e um potencial de ataque muito bom”.

As quartas de final da Superliga masculina 2010/2011 serão decididas em séries de melhor de três partidas. Quem acabou na frente na fase de classificação tem a vantagem do mando de campo, fazendo dois jogos em casa. As semifinais seguirão a mesma regra. Já a decisão será em uma partida única, no ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte, no dia 24 de abril.

Veja as datas dos jogos das quartas de final da Superliga masculina*

Primeira rodada
dia 21/03 – segunda-feira
Sesi-SP x Medley/Campinas, às 19h45, no ginásio Vila Leopoldina, em São Paulo
BMG/Montes Claros x Vivo/Minas, às 21h45, no ginásio Tancredo Neves, em Montes Claros (MG)
dia 22/03 – terça-feira
Sada Cruzeiro x Pinheiros/SKY, às 19h, no ginásio do Riacho, em Contagem (MG)
Cimed x Vôlei Futuro, às 21h30, no ginásio Capoeirão, em Florianópolis (SC)

Segunda rodada
dia 24/03 – quinta-feira
Medley/Campinas x Sesi-SP, às 19h, no ginásio Taquaral, em Campinas (SP)
Vivo/Minas x BMG/Montes Claros, às 21h30, na Arena Vivo, em Belo Horizonte (MG)
dia 25/03 – sexta-feira
Vôlei Futuro x Cimed, às 18h30, no ginásio Plácido Rocha, em Araçatuba (SP)
Pinheiros/SKY x Sada Cruzeiro, às 21h, no ginásio Henrique Villaboin, em São Paulo

Terceira rodada (se necessário)
dia 26/03 – sábado
Sesi-SP x Medley/Campinas, às 21h30, no ginásio Vila Leopoldina, em São Paulo.
BMG/Montes Claros x Vivo/Minas, às 21h30, no ginásio Tancredo Neves, em Montes Claros (MG)dia 27/03 - domingo
Sada Cruzeiro x Pinheiros/SKY, às 21h30, no ginásio do Riacho, em Contagem (MG)
Cimed x Vôlei Futuro, às 21h30, no ginásio Capoeirão, em Florianópolis (SC)

*todos os jogos da primeira e da segunda rodada terão transmissão do canal “Sportv”.

Leia tudo sobre: superga masculinaplayoffs

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG