Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Osasco reconhece erros e elogia performance adversária no Mundial de clubes de vôlei

Hoje faltou tudo e acabou sendo um jogo de um time só, lamentou a levantadora Carol Albuquerque, após a derrota para os turcos do Fenerbahce

Agência Estado |

Depois da derrota para o Fenerbahçe no Mundial de clubes, o Osasco reconheceu seus erros durante o jogo disputado nesta quinta-feira, em Doha, no Catar. Mas a equipe brasileira feminina de vôlei também enalteceu a grande atuação do adversário turco, que venceu por 3 sets a 0, com parciais de 25/17, 25/23 e 25/16.

Antes do revés, o Osasco tinha vencido o tailandês Federbrau na estreia do campeonato. Assim, a equipe brasileira depende agora de uma vitória do time turco sobre o rival da Tailândia, em jogo marcado para domingo, pela última rodada do grupo A, para conseguir a vaga nas semifinais.

"A gente espera estar nessa semifinal e que o aprendizado deste jogo (desta quinta-feira) seja colocado em prática", afirmou o técnico Luizomar de Moura, reforçando que espera que a derrota para o Fenerbahçe sirva de lição para o Osasco - "A equipe cometeu muitos erros e arriscou demais", avaliou ele.

"São duas coisas que precisam ser analisadas: primeiro, a grande partida do Fenerbahçe, que sacou muito bem e nos colocou em dificuldades; em segundo lugar, nós não conseguimos sair dessas dificuldades de uma maneira inteligente e não tivemos a paciência necessária para sair desta situação", disse Luizomar.

A levantadora Carol Albuquerque concordou com o treinador. "Hoje faltou tudo e acabou sendo um jogo de um time só. Nós esperávamos um jogo com um equilíbrio maior. Tudo começou pelo saque delas que não conseguimos passar, depois erramos demais no ataque e o nosso saque não conseguiu surtir o efeito que queríamos", afirmou a capitã do Osasco.

Leia tudo sobre: vôlei - mundial de clubes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG