Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Osasco joga mal, mas vence time da Tailândia

Time paulista enfrentou algumas dificuldades nos últimos sets, mas saiu com a vitória em jogo da tarde desta quarta-feira

Gazeta Esportiva |

Não foi a mais fácil das partidas, mas ainda assim o Sollys/Osasco começou o Mundial feminino de clubes com uma vitória por 3 sets a 0. Diante das tailandesas do Federbrau, as atuais campeãs brasileiras e sul-americanas triunfaram por 25/15, 26/24 e 30/28 no início da tarde desta quarta-feira. Quase sem público, a partida foi realizada em Doha (Catar).

De volta ao time após se recuperar de uma lesão na panturrilha direita, a levantadora e capitã Carol Albuquerque abusou das bolas para a oposta Natália, que correspondeu e foi a maior pontuadora do jogo com 20 acertos - para efeito de comparação, a segunda atleta com mais pontos no duelo foi Thaísa, com 13.

Entretanto, a rápida equipe asiática, que também se destacou pelo volume na defesa, foi capaz de causar problemas para as atletas nacionais, igualando o confronto em diversos momentos e ameaçando uma zebra que só não aconteceu pela competência individual das jogadoras brasileiras.

Depois de fechar a primeira etapa com tranquilidade, Osasco passou a ter dificuldades na segunda parcial, que permaneceu equilibrada até o 16/14, quando Carol conseguiu um ace. A partir daí, o time embalou e chegou ao 24/18.

Só que na hora de fechar o set, a equipe paulista sofreu um apagão. Primeiro, Natália sacou para fora e, na seqüência, Carol invadiu e ficou no bloqueio ao tentar um ataque de segunda. Um ponto de saque da equipe da Tailândia fez Luizomar parar a partida, mas a igualdade veio aos 24 pontos. As ponteiras Sassá e Jaqueline então decidiram com boas cortadas, fechando o set em 26/24.

A dificuldade em abrir e manter uma vantagem continuou na terceira etapa. Pior: houve um novo vacilo nos pontos finais. Com 23 a 21, Osasco deixou cair uma bola que foi defendida no chão por uma adversária. Em seguida, uma nova falha permitiu o empate. A vitória só veio no 30 a 28, quando Natália acertou um saque.

Agora, o Osasco deve esperar ainda mais dificuldade em sua segunda partida no Mundial de clubes: às 14 horas (horário de Brasília) desta quinta, o time entra em quadra para enfrentar o Fenerbahce, time comandado por José Roberto Guimarães e que conta com estrelas do porte de Fofão e Sokolova. Será a estreia da equipe turca no torneio.

 

Leia tudo sobre: vôlei - mundial de clubes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG