Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Osasco bate Pinheiros no tie-break e mantém perseguição ao líder

A equipe da Grande São Paulo é a segunda colocada, com 22 pontos ganhos, um atrás do time carioca

Gazeta |

O Sollys/Osasco voltou a derrotar neste sábado o Pinheiros/Mackenzie pela Superliga feminina. A equipe comandada por Luizomar de Moura autou fora de casa e venceu por 3 sets a 2, com parciais de 25/14, 22/25, 25/21, 20/25 e 15/11, um confronto que durou duas horas e 21 minutos.

O time atual campeão do torneio fez história na partida, batendo o recorde de pontos de bloqueio em uma única partida: 26 no total. O recorde anterior era do Rexona, agora Unilever, com 25 pontos no fundamento, na temporada 2005/2006 contra o próprio Pinheiros, na época patrocinado pela Blue Life, em uma vitória carioca por 3 sets a 1.

Jaqueline e Adenízia comandaram o Sollys/Osasco no fundamento, com sete pontos cada. A central Thaísa também apareceu bem e marcou seis pontos. Já o Pinheiros/Mackenzie fechou o jogo com 11 bolas no chão no bloqueio. A ponteira Natália foi eleita a melhor jogadora da partida e recebeu o Troféu VivaVôlei. A atacante foi quem mais pontos marcou na equipe laranja, com 24 acertos - 19 de ataque, quatro de bloqueio e um de saque.

Agora o Osasco segue na perseguição ao Unilever, líder da Superliga. A equipe da Grande São Paulo é a segunda colocada do torneio, com 22 pontos ganhos, apenas um atrás do time carioca.

Já o Pinheiros sofre sua quarta derrota consecutiva na competição e pode perder a terceira colocação da tabela no complemento da rodada. Vôlei Futuro e Usiminas/Minas são as equipes que podem ultrapassar as paulistanas na classificação.

Mais cedo neste sábado, o Brusque conseguiu virar o marcador sobre o Pauta/São José e anotou sua terceira vitória na Superliga: 23/25, 25/20, 25/14 e 25/19.

Lesão de Jaqueline

Jaqueline era um dos destaques do clássico paulista, mas sentiu o joelho esquerdo ao tentar defender uma bola no quarto set e teve que deixar a partida. Exames apontaram uma uma subluxação patelar.

"Não houve rompimento no ligamento do joelho esquerdo da Jaqueline. A jogadora sofreu uma subluxação patelar e na segunda-feira faremos uma reavaliação, definiremos a conduta do tratamento e será feito um prognóstico”, declarou o fisioterapeuta Fernando Fernandes, que acompanhou a jogadora junto com o médico do Sollys/Osasco, o Dr. Laércio Francisco Ricco.

A primeira previsão é que a atleta fique uma semana longe das quadras.

Leia tudo sobre: Sollys/OsascoPinheirossuperliga femininajaqueline

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG