Ex-jogador e supervisor da equipe paulista ressalta vitórias no feminino e no masculino na primeira rodada, mas é cauteloso

Contratado no início de 2010 pelo Sesi-SP, o ex-jogador José Montanaro Júnior teve uma última temporada vitoriosa com a equipe paulista, atual campeã da Superliga masculina de vôlei . Após estrear com um triunfo nesta temporada 2011/2012 diante do RJX , o supervisor descartou o favoritismo da equipe e acredita que o próximo ano tem tudo para ser positivo para o time.

"Penso que sempre será o ano do Sesi, independentemente de ser o campeão ou não, já que no vôlei você pode ganhar ou perder. Mas falo sempre que será o nosso ano pela visão que nosso presidente Paulo Skaf tem do esporte, do investimento que ele faz e os resultados que a gente busca, que não são só os títulos dentro das quadras, mas também aproximar os grandes ídolos, o esporte e os seus valores aos nossos jovens", explicou Montanaro.

Blog Mundo do Vôlei: Superliga começa nem tão "super", mas com boas promessas

Apesar do discurso politizado, o ex-jogador deixou claro as pretensões da equipe paulista nesta temporada. "Mas é claro, dentro de quadra ninguém quer perder. Somos extremamente competitivos. Estreamos com duas excelentes vitórias. Mas que não representam favoritismo de maneira alguma", ponderou o supervisor das categorias de base da equipe."A competição é muito longa, temos ótimos times, vários candidatos ao titulo. Mas começamos bem, a pontuação mudou uma vitória por 3 a 0 ou 3 a 1 você ganha três pontos, isso já é uma vantagem. Enfim, mas a gente pensa muito, embora tenhamos um planejamento a longo prazo, no jogo a jogo, semana a semana e o trabalho acaba aparecendo", continuou.

Servindo à seleção brasileira na Copa do Mundo no Japão, onde o time comandado por Bernardinho garantiu sua vaga para os Jogos Olímpicos de Londres ao encerrar a competição no terceiro lugar, Murilo, Serginho, Sidão e Rodrigão já retornaram ao Sesi e treinam para o próximo compromisso do time, marcado para quarta-feira diante do Volta Redonda, fora de casa, às 19 horas (de Brasília).

Apesar do esforço do trio no Mundial, Montanaro não acredita que o rendimento dos atletas possa ser prejudicado na Superliga. Para o ex-jogador, o comprometimento dos jogadores é um dos fatores fundamentais por colocar a equipe paulista na lista dos postulantes ao título desta temporada.

"O desgaste não atrapalha para o próximo jogo. Eles demonstraram que estão bem. Claro que o desgaste existe sem dúvida, já que agora eles têm que se readaptar em tempo recorde a 12 horas de fuso horário. Mas reagiram bem, são muito profissionais e comprometidos com o time e isso demonstra uma coesão muito grande do time. Isso que talvez nos credencie a ser candidato ao título, tanto no masculino como no feminino. O segredo é trabalhar muito", encerrou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.