Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Mario Junior é punido por xingar juízes

Líbero se irritou em partida da Superliga de vôlei e chegou até a acusar os árbitros de serem ladrões

Gazeta |

Líbero da seleção brasileira na última temporada, Mario Junior ficará fora da próxima partida de seu clube, o Vôlei Futuro, por ter xingado o trio de arbitragem em partida da Superliga masculina de vôlei.

"Tu, tu e tu é ladrão, eu sou seleção", teria dito o jogador aos juízes, de acordo com a súmula da partida contra a equipe de Fátima/Sogipa, vencida pelo time gaúcho por 3 a 2.

No Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Mario Jr. foi julgado com base no artigo 258 (assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Desta forma, o líbero não participará da partida da equipe de Araçatuba contra o São Caetano/Tamoyo no próximo sábado.

Minas
O Vivo/Minas também sofreu sanções devido a incidentes no jogo contra o Vôlei Futuro, em 18 de dezembro. Na ocasião, atletas e dirigentes do clube teriam xingado os juízes e até uma mesa foi jogada no chão.

Além de perder dois mandos de quadra, os jogadores Henrique e Tiago pegaram gancho de quatro jogos cada e Luiz Felipe está suspendo de duas partidas.

O presidente do clube, Sérgio Bruno Zech Coelho e o diretor Geraldo Pedrosa também estão suspenso por 45 e 90 dias, mais multas de R$ 5mil e R$ 10 mil, respectivamente.

 

 

 

 

 

 

 

 

Leia tudo sobre: Mario JuniorSuperliga masculinavôlei

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG