Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Marcada no ataque, Natália ajuda na defesa contra Cuba

Quando uma não está bem, a outra está ali para virar. E quando você não está bem no ataque, é bom ajudar na defesa e no passe, afirmou a jogadora

Gazeta Esportiva |


A ponteira Natália vem fazendo um ótimo Mundial, sendo destaque no ataque brasileiro a cada jogo. Mas, na partida contra Cuba, a jogadora não conseguia se livrar do bloqueio cubano e cedeu o seu lugar no ataque às companheiras, reforçando a defesa no fundo quadra.

"Quando uma não está bem, a outra está ali para virar. E quando você não está bem no ataque, é bom ajudar na defesa e no passe", afirmou Natália ao "Sportv". A tática da ponteira deu certo, que mesmo sem brilhar no ataque, anotou 12 pontos na partida, cinco a menos que Sheilla, maior pontuadora da partida.

Marcada pelas cubanas, Natália comentou ainda a provocação das rivais, marca registrada da equipe caribenha. "Foi uma partida muito difícil contra Cuba. Além da força física delas, elas ainda irritam a gente, vibram na cara. Além de jogar voleibol, a gente ainda tem que ter paciência para aguentar as vibrações na cara", concluiu.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG