técnico do elenco italiano, Massimo Barbolini, elogiou brasileiras e não poupou as suas atletas de críticas pela atuação

Em um dos maiores clássicos do voleibol mundial, a seleção brasileira passou fácil pela Itália na primeira rodada da fase final do Grand Prix. Derrotada por 3 sets a 0 (25/16, 25/17 e 25/17), a equipe italiana admitiu a superioridade brasileira e definiu a atuação do time de José Roberto Guimarães como uma "aula de voleibol".

LEIA TAMBÉM: Zé Roberto elogia fundamentos em vitória brasileira

O técnico do elenco italiano, Massimo Barbolini, elogiou o Brasil e não poupou as suas atletas de críticas pela atuação da madrugada desta quarta-feira, válida pela primeira rodada do grupo B da competição. "Em primeiro lugar quero dar os parabéns ao Brasil, hoje (quarta-feira) eles nos deram uma aula de voleibol. Precisamos pensar no que fazer a partir de agora", admitiu o treinador do time europeu.

"Hoje muitos problemas foram vistos em nosso jogo por conta da boa partida do Brasil, mas outras situações foram criadas por erros nossos. Nós jogamos muito mal, e contra o Brasil não podemos jogar dessa forma", criticou o treinador.

A capitã do time italiano, Eleonora Lo Bianco, teve opinião parecida com a de seu treinador. Para ela, sua equipe não jogou bem, e o Brasil manteve o alto nível, o que gerou o resultado final da partida.

"Parabéns ao Brasil, eles sempre jogam muito bem. Nós não jogamos bem, fizemos um jogo ruim, não conseguimos jogar. Sacamos mal demais, e elas (brasileiras) mostraram um jogo muito rápido. Não conseguimos bloquear, não conseguimos defender, e esse foi o resultado", analisou a atleta.

Na segunda rodada do grupo B do Grand Prix, a Itália terá outra pedreira pela frente: os Estados Unidos, que venceram o Japão por 3 sets a 0 também nesta quarta-feira. Já o Brasil pega o Japão, às 2h30 (de Brasília).

Veja fotos de Brasil x Itália nas finais do Grand Prix

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.