Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Invicto, Osasco pega o Minas pela Superliga feminina

Jarbas Soares, técnico da equipe mineira, mostrou confiança em acabar com a invencibilidade do time paulista

Gazeta |

O Sollys/Osasco ainda não sabe o que é perder nessa edição da Superliga feminina. O atual campeão enfrenta o Usiminas/Minas nesta quinta-feira, às 19h30 (horário de Brasília), em casa. A partida, válida pela oitava rodada do primeiro turno, marca a revanche do time paulista, que perdeu por 3 a 0 no último encontro entre as equipes, pela última rodada do ano passado.

Do lado do Osasco, central Thaísa, campeã olímpica com a seleção brasileira, alerta para a regularidade do time de Minas Gerais. "Elas não estão invictas, mas têm uma grande equipe. O time está jogando bem, com atuações bem regulares, temos que tomar cuidado. Essa Superliga é a mais equilibrada de todas", ressaltou.

Thaísa, terceira melhor bloqueadora do torneio, também abre os olhos para a velocidade do adversário. "Sei que elas têm uma bola de meio muito rápida, o que dificulta a marcação. O time também conta com ponteiras habilidosas e com uma boa levantadora. O Minas tem um conjunto muito forte", acrescentou.

O técnico do Usiminas/Minas, Jarbas Soares, está confiante que suas jogadoras podem ser as primeiras a derrotarem a equipe paulista. "Na última vez que jogamos com eles, vencemos em Osasco", lembrou o comandante.

"Sei que muita coisa mudou, é uma nova Superliga e as equipes estão diferentes. Mas acredito na vitória", concluiu o treinador do Minas, que tem dois jogos e duas vitórias neste ano.

Outro invicto que entra em quadra na quinta-feira é o Pinheiros/Mackenzie, que enfrenta o BMG/Mackenzie em casa, às 20h30, para manter a ótima fase. Ambas as equipes vêm de vitória, o Pinheiros com o Banana Boat/Praia Clube, enquanto seu adversário se recuperou após cinco derrotas seguidas, contra o São Caetano.

Soninha, segunda maior atacante da liga em termos de eficiência, alerta para os perigos do duelo para não perder a invencibilidade. "Trabalhamos muito o lado psicológico. Vamos jogar de forma focada, muito concentradas", disse a ponteira do Pinheiros.

O BMG/Mackenzie, por sua vez, quer surpreender o time paulista, e pra isso conta com a experiência de Arlene, a jogadora mais velha em atividade na Superliga. "Sempre digo para as meninas que elas têm condição de jogar de igual para igual com todo mundo. O Pinheiros é o grande favorito, mas nossa intenção é a mesma: jogar para ganhar", declarou a líbero, que também afirmou nem cogitar aposentadoria.

Forte no saque, a equipe de Arlene, que ocupa a oitava posição na tabela, tem a segunda melhor marca em eficiência neste fundamento, além de contar com Priscila Dairot, a melhor pontuadora da competição.

Confira os outros jogos de quinta, pela oitava rodada do primeiro turno:

19h30 - Usiminas/Minas x Sollys/Osasco
19h30 - Brusque x São Caetano 
20h - Pauta/São José x BMG/São Bernardo
20h30 - Pinheiros/Mackenzie x BMG/Mackenzie
19h - Vôlei Futuro x Macaé Sports (sexta-feira)

Leia tudo sobre: VôleiSuperliga FemininaSollys/OsascoUsiminas/Minas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG