Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Giovane Gávio diz que grupo pesou para título do Sesi-SP

Treinador volta a vencer a Superliga e diz que título compensa os momentos longe da família

Victor Martins, iG Belo Horizonte* |

Campeão da Superliga masculina como jogador, em 1996/1997, Giovane Gávio repete o feito como treinador com a vitória do Sesi-SP sob o Sada/Cruzeiro neste domingo. No comando da equipe paulista, foram 30 vitórias em 34 partidas nesta edição do torneio nacional. Tirando o foco em cima de seu trabalho, Giovane fez questão de apontar a força do grupo para a conquista da Superliga. Para o treinador, apesar de contar com grandes nomes, nada seria possível se o elenco não fosse tão qualificado.

“É um grupo maravilhoso, tivemos algumas situações de contusão. Todo deu um pouquinho mais, quem podia sempre dava um pouquinho mais. Hoje, por exemplo, o Vini fez uma partida maravilhosa, nos ajudou muito. Temos dois dos melhores jogadores do mundo, o Murilo e o Serginho, mas só com eles a gente não ganharia nunca”.

Os meses de trabalho, as viagens e horas distante da família valeram a pena. Mais uma vez agradecendo aos jogadores, Giovane diz que o título compensa os momentos que ficou distante de seus famliares. “Primeiro que tenho sorte de ter um grupo maravilhoso. Minha vida é assim. Sempre busco o máximo que eu posso e algumas vezes consigo, fico contente com isso. Ficar longe dos meus filhotes, da minha mamãe e da minha esposa tem que ter um motivo muito bom”.

Sem dar pistas do futuro, Giovane Gávio apenas avisou que o título da Superliga que conquistou pelo Sesi-SP é apenas o primeiro de muitos na carreira como treinador.

Leia tudo sobre: Giovane Gaviosuperliga masculinasesifinal

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG