Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Giba visita Casa Hope, brinca e entrega bolas de vôlei a crianças

Ponteiro da seleção brasileira animou a tarde de crianças com câncer hospedadas na instituição

Gazeta |

Uma trégua na rotina. Essa é a melhor definição para a visita do capitão da seleção brasileira masculina de vôlei, Giba, à Casa Hope, em São Paulo (SP). Nesta sexta-feira, o ponteiro animou a tarde de crianças com câncer hospedadas na instituição e entregou 25 bolas de vôlei - três autografadas - para armar a festa.

A Casa Hope foi uma das instituições beneficiadas por uma ação social foi promovida pela Havas Sports & Entertainment, para a rede Mercure de hotéis. Patrocinadora da Liga Mundial, a empresa organizou uma campanha, na qual doaria cinco bolas por cada set vencido pela seleção brasileira.Vice-campeão da Liga, o Brasil venceu 43 sets e, com isso, garantiu a doação de 215 bolas, que serão distribuídas entre quatro instituições: a Casa Hope, de São Paulo, e Projeto Leões do Vôlei e os hospitais Pequeno Príncipe e Pequeno Cotolengo, de Curitiba (PR).

Um dos maiores ídolos do vôlei nacional, Giba tem uma história de superação. Ainda muito pequeno, com apenas seis meses de idade, o jogador foi diagnosticado com leucemia e conseguiu vencer a doença depois de um ano de tratamento. Exemplo para as crianças da Casa Hope, o ponteiro do Brasil e da Cimed/Sky exaltou a ação.

"Acho que o exemplo [que dou] é devido a tudo que eu passei, aonde eu cheguei. Acho que é muito importante ajudar essas crianças a ter toda essa atividade de criança mesmo, essa felicidade de bola", disse Giba, que, trocando bola com as crianças, conquistou a amizade de muitas que ali estavam.

"O mais importante é ver que a CBV [Confederação Brasileira de Vôlei], a Mercure, ver que tem gente que está sempre disposta a fazer essas ações sociais", acrescentou o ponteiro, que desenvolveu um carinho especial com as crianças da Hope. Esta foi a segunda visita do craque ao local.[imagem=33785#alinhamento=esq#legenda=Giba jogou vôlei com as crianças na Hope#credito=713]"Isso é uma coisa muito bonita. A gente vê as ações sociais acontecendo sempre, a gente tem que dar parabéns e torcer para que os outros sigam o exemplo", declarou o capitão da seleção brasileira.

Fundadora da Casa Hope ao lado de Patrícia Thompson, a presidente da instituição, Cláudia Bonfiglioli, acredita que a presença de Giba incentiva a prática de esporte e dá um novo ânimo às crianças.

"Esporte é saúde, é bem-estar e tem tudo a ver com a forma que a gente conduz o trabalho da Casa Hope, que dá esse suporte biopsicossocial educacional para essas crianças que vêm de outros estados para se tratar da doença", disse. "Quando a gente consegue trazer um ídolo da magnitude do Giba, e não é a primeira vez que ele veio nos visitar, as crianças interagem de outra forma".

"É um minuto em que eles esquecem um pouco o mundo deles, os problemas deles. É uma trégua na vidinha deles e faz com que isso dê uma energia positiva muito grande. Com essa visita, eles podem ter a esperança de sempre encontrar alguém bacana, alguém que passe uma imagem de saúde, de alegria e de bem-estar", acrescentou Cláudia.

Ao lado da esposa, a ex-jogadora de vôlei Cristina Pirv, Giba visitou as salas da Casa Hope e brincou com as crianças do local. A sede própria da Casa Hope tem capacidade para 188 leitos e abriga crianças com câncer e seus familiares, dando suporte biopsicossocial educacional a eles ao longo do tratamento.

Depois de uma tarde leve com as crianças da Casa Hope, o ponteiro deve voltar a Saquarema (RJ), onde estava concentrado com a seleção brasileira, que se prepara para a disputa do Campeonato Sul-americano, competição que garante vaga na Copa do Mundo.

Leia tudo sobre: gibacasa hopeseleção masculina de vôlei

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG