Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Em "maratona" de vôlei, Sesi sofre para vencer Volta Redonda

Time ganhou por acirrados e demorados 3 sets a 2, em jogo da Superliga masculina que começou num dia e terminou no outro

iG São Paulo |

O Sesi-SP entrou em quadra na quinta e saiu na sexta com uma vitória suada sobre o Volta Redonda por acirrados 3 sets a 2, parciais de 25/23, 21/25, 17/25, 25/21 e 21/19, em duas horas e 17 minutos de partida. Com o triunfo fora de casa, a equipe paulista volta à liderança da Superliga masculina 2010/2011. Apesar do resultado, o time comandado por Giovane, errou mais do que o normal e jogadores e técnico não saíram de quadra completamente satisfeitos.

Desde o começo do duelo, os paulistas não conseguiram mostrar a toada de praxe. Mesmo assim, os eles levaram a melhor no primeiro set. A partir da segunda parcial, os cariocas ajustaram o foco e aproveitaram a apatia do adversário, sobretudo na rede. Implacável no bloqueio, o Volta Redonda, equipe que ocupa a modesta décima posição, virou a partida.

Divulgação
Murilo vibra na vitória suada do Sesi sobre o Volta Redonda na Superliga masculina
Após o desfavorável 2 a 1 no placar, o Sesi (desfalcado do central Sidão) utilizou da experiência de Murilo, Wallace e Serginho e, aos trancos e barrancos, levou a partida para o tie break. No quinto e decisivo set, o Sesi mostrou superioridade, enquanto os cariocas equilibraram com vontade e garra. Resultado: o time da capital paulista demorou para fazer valer um match point e o set teve fim em 21 a 19, após mais de duas horas e meia.

Finalizada a maratona, Murilo, eleito melhor jogador do último Mundial, admitiu o desânimo do Sesi, porém enalteceu o triunfo. "Não estávamos em uma noite muito inspirada. Cometemos muitos erros e desta forma ficou muito difícil de jogar", disse o ponteiro. Ele ainda falou sobre a dificuldade no final da partida. "Conseguimos nos manter no jogo e levar a partida para o tie-break e isso nos animou. O quinto set foi muito nervoso. Poderíamos ter fechado o jogo mais cedo, mas o mais importante é termos vencido mais uma vez”, explicou.

Já o técnico Giovane criticou o desempenho do Sesi no começo do confronto contra o Volta Redonda. "Erramos muito na partida toda, no saque, no ataque, na defesa. Abrimos 1 a 0 e fizemos dois sets muito ruins na sequência", afirmou. O treinador ficou mais satisfeito a partir do quarto set. "A equipe mostrou qualidade, apesar de tantos erros, para empatar a partida e paciência para fechar o jogo", analisou.

Giovane também destacou a importância dessa partida para a classificação da Superliga, mas com ressalvas. "A vitória foi fundamental para voltarmos à liderança, mas a atuação não foi boa e precisamos corrigir essas falhas", comentou.

Fátima supera Pinheiros/Sky

Na outra partida do dia válida pela oitava rodada, o Pinheiros/Sky se recompôs depois de sair perdendo, levou para o tie break, porém saiu perdedor do confronto contra o Fátima/Medquímica/Sogipa. Os números finais da partida foram: 3 a 2, parciais de 25/21, 17/25, 27/25, 20/25 e 19/17.

Os destaques do duelo, que durou duas horas e 20 minutos, foi o ponteiro Clinty Rosa (do Fátima), responsável por 23 pontos. Pelo lado do Pinheiros, Tuba anotou 19 tentos e terminou como a maior pontuador de sua equipe.

A oitava rodada do Nacional será completada na sexta, com BMG/Montes Claros x Vôlei Futuro, e no sábado, com mais dois jogos. A Cimed, atual campeã, fará seu jogo, contra o Londrina/Sercomtel, só na quarta-feira que vem.

*com Gazeta Espotiva

Leia tudo sobre: superliga masculinasesivolta redondagiovanemurilo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG