Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Em jogo duro, Cruzeiro sai na frente do Vôlei Futuro na semifinal

Após os 3 sets a 2 em casa, o time mineiro pode fechar a série e passar à final com mais uma vitória em Araçatuba

Aretha Martins, iG São Paulo |

Sada/Cruzeiro e Vôlei Futuro buscam a primeira final na Superliga masculina. E quem saiu na frente na disputa na série melhor de três da semifinal foi o time mineiro. Jogando em casa, o Sada/Cruzeiro venceu por 3 sets a 2, com parciais de 25/20, 25/22, 23/25, 23/25 e 15/09 no ginásio Poliesportivo do Riacho.

A partida em Contagem, na noite desta sexta-feira, foi bastante equilibrada e marcada por belos e longos ralis. Os donos da casa venceram os dois primeiros sets crescendo na fase final das parciais, mas o Vôlei Futuro conseguiu empatar com uma virada na quarta parcial sem o levantador Ricardinho em quadra. A equipe paulista errou o número de substituições e Ricardinho não pode voltar para o jogo. O cubano Camejo assumiu a posição, e o time venceu a parcial. Entretanto, os mineiros dispararam no tie-break e levaram a partida.

O levantador Willians, do lado mineiro, foi eleito o melhor jogador em quadra.

Segundo jogo na casa do rival

CBV/ Divulgação
Jogadores do Sada/Cruzeiro comemoram
O Sada/Cruzeiro fica a uma vitória da final inédita da Superliga. E a segunda partida da série semifinal será em Araçatuba, no próximo sábado, dia 9 de abril. O confronto havia sido marcado para a cidade de Barueri após um pedido da TV Globo, que transmitirá o duelo, mas foi alterado para a sede do Vôlei Futuro na tarde desta sexta-feira.

"O regulamento da Superliga não previa as transmissões das semifinais disponibilizadas, pela primeira vez, nesta temporada pela TV Globo. Ao longo desse período, tentamos buscar a melhor solução para atender a todos os envolvidos. Com isso, fizemos um pedido para que a TV Globo fizesse um esforço colaborativo para viabilizar essas transmissões nas casas dos respectivos mandantes, junto às suas torcidas”, explicou Renato D’avila, superintendente da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

Caso dê Vôlei Futuro seja necessário, o terceiro jogo da série semifinal será novamente em Contagem, no dia 15 de abril, em horário a ser definido, já que o Sada/Cruzeiro teve uma campanha melhor na fase de classificação. Na outra chave, o Vivo/Minas recebe o SESI-SP e, se vencer, garante o seu lugar na decisão. Se o SESI conseguir empatar a série, o último duelo será em São Paulo, no dia 8 de abril.

O jogo set a set
Na noite desta sexta-feira, o primeiro set começou equilibrado e, com dois erros do Sada/Cruzeiro, o vôlei Futuro chegou ao primeiro tempo na frente, com 8 a 6 no placar. Entretanto, os mineiros buscaram a virada usando erros dos adversários. Primeiro, um toque na rede de Camejo. Depois, um ataque fora de Lucão e, com Filipe na ponta, o placar virou em 11 a 9 e, mais tarde, chegou a 14 a 11 no ataque do oposto Wallace. A vantagem se manteve em três pontos até a parte final do set, quando Filipe fez um ace e abriu 23 a 19. Em seguida, o Cruzeiro venceu o set por 25 a 20.

Na segunda parcial, o Vôlei Futuro encaixou o bloqueio e abriu 8 a 4 na primeira parada técnica. E com bloqueio de Lucão em Filipe, o Vôlei Futuro marcou 11 a 5, sua maior vantagem até o momento na partida. O Cruzeiro buscou e, com dois pontos seguidos, viu a diferença cair para dois pontos, mas seguiu atrás na segunda parada, com 16 a 13 no placar. Os donos da casa buscaram o empate em 18 a 18, com direito a ace do levantador William, e viraram em 23 a 21 no ponto de saque de Wallace. Na sequência, Leandro Vissotto pisou na linha no ataque do fundo e viu os mineiros fecharem em 25 a 22.

CBV/ Divulgação
Jogadores do Sada/Cruzeiro comemoram

Mais uma vez, o Vôlei Futuro saiu na frente, marcando 8 a 5 no primeiro tempo do terceiro set. O Sada/Cruzeiro encostou em 10 a 9 e seguiu vivo na parcial. O empate saiu no 12 a 12, com uma bola do ponteiro Dentinho, reforço do time mineiro para a temporada. No ataque errado de Filipe, o Vôlei Futuro abriu 16 a 14 na segunda parada técnica. A equipe mineira conseguiu empatar no final do set, com um ace de Acácio, em 23 a 23. O Vôlei Futuro, entretanto, deu o troco com um ponto de saque de Lucão que explodiu em Leo Mineiro e venceu a parcial por 25 a 23.

A história se repetiu e o Vôlei Futuro saiu na frente no quarto set, abrindo logo seis pontos (8 a 2). Aos poucos, o Sada/Cruzeiro se recuperou e, na passagem do oposto Wallace pelo saque, fez a diferença cair para dois pontos, encostando em 9 a 7. Com saque forçado de Acácio e erros do Vôlei Futuro, o time da casa virou em 13 a 11. Já na parte final, a equipe de Araçatuba empatou em 19 a 19 com o cubano Camejo no saque.

Porém, num erro da comissão do Vôlei Futuro, que ultrapassou o limite de seis substituições, o time ficou sem levantador em quadra, já que Ricardinho foi sacado e não pode voltar. O cubano Camejo, que foi levantador na seleção juvenil, assumiu a função. Ainda assim, eles viraram o jogo no saque de Lucão, com três pontos seguidos, marcando 23 a 21. Depois, fecham o set em 25 a 23, levando o jogo para o tie-break.

No set decisivo, o Cruzeiro manteve a calma e disparou no placar. A equipe abriu cinco pontos de vantagem, com 9 a 4 no placar, e sustentou a diferença, vencendo a parcial por 15 a 9 e saindo na frente na série semifinal.
 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG