Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Em jogo de ex-selecionáveis, Vôlei Futuro atropela Campinas

Time de Ricardinho não teve dificuldades para vencer por 3 sets a 0, em parciais de 25 a 22, 25 a 19 e 25 a 20

Gazeta |

No segundo jogo das equipes do Vôlei Futuro, o naipe masculino teve mais facilidade em relação ao jogo anterior, da equipe feminina. Mesmo enfrentando o Medley/Campinas, do ex-selecionável André Heller, o time do levantador Ricardinho não teve dificuldades para vencer por 3 sets a 0, em parciais de 25 a 22, 25 a 19 e 25 a 20, em uma hora e 40 minutos de partida.

A partida foi válida pela primeira rodada do segundo turno, e fez o Vôlei Futuro respirar na tabela, chegando à oitava colocação com quatro vitórias e quatro derrotas, totalizando 12 pontos - mesmo assim, a equipe segue com no mínimo um jogo a menos em relação aos adversários, e muito distante do líder Montes Claros, que tem 19 pontos.

O Campinas, por sua vez, manteve os dez pontos provenientes de duas vitórias e sete derrotas, sendo o antepenúltimo colocado da competição, à frente apenas de Santo André e São Caetano - antes, estava empatado com o próprio Vôlei Futuro, que estava em nono antes do início da rodada.

O jogo - Em quadra, o time foi efusivamente empurrado pela torcida, que viu a vitória da equipe feminina por 3 sets a 1 sobre o Macaé Sports. Assim, o elenco masculino foi embalado para o jogo, mas até esbarrou em algumas dificuldades no começo do set, que permaneceu empatado até depois da segunda parada, quando a equipe conseguiu fazer 10 a 9.

Aa partir dali, o novo plantel do time de Araçatuba conseguiu manter uma curta vantagem que alternou entre quatro pontos - da segunda pausa técnica, 16 a 12 - e de minutos depois, de 21 a 19. No final da parcial, o time manteve o melhor momento e Michael marcou o ponto que fechou o set em 25 a 22.

Na volta à quadra, o segundo período começou igualmente disputado como o primeiro, com a vantagem permanecendo em apenas dois pontos para o time da casa - tanto que no segundo tempo técnico o placar ficou em 16 a 14. Só depois disso, então, a diferença aumentou e o time paulista conseguiu fechar a parcial em 25 a 19.

Ricardinho comandava o time e vibrava a cada ponto, sendo o destaque do time nos dois primeiros sets. No entanto, com o placar favorável, o time da casa relaxou por alguns instantes, ficando atrás na primeira pausa em 8 a 7. No entanto, rapidamente conseguiu virar para 13 a 12 e manteve o ritmo, parando pela segunda vez com 16 a 14, e abrindo cinco pontos até fechar o set em 25 a 20 e o jogo em 3 sets a 0, em uma hora e 40 minutos de partida.
 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG