Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Duplas "novas" buscam recordes na etapa finlandesa do Circuito

Márcio/Benjamin e Ricardo/Pedro Cunha disputam apenas a terceira etapa juntos nesta temporada

Gazeta |

Duas duplas recém formadas, mas de jogadores experientes tentam buscar recordes no Circuito Mundial de Vôlei de Praia. Márcio/Benjamin e Ricardo/Pedro Cunha disputam apenas a terceira etapa juntos, mas buscarão a taça e também bater marcas pessoais em Aland, na Finlândia, a partir desta quinta-feira.

Além de buscar o primeiro título da dupla desde a reunião, há duas etapas, o cearense Márcio tem outra missão na etapa finlandesa do Circuito. O medalhista olímpico quer ajudar o parceiro Benjamin a alcançar marca de 1.000 vitórias na carreira.

Benjamin soma até o momento 999 vitórias. Destas, 455 foram ao lado de Márcio, com quem atuou entre as temporadas 1999 e 2004, além de das duas últimas etapas do Circuito Mundial nesta temporada.

"Ficamos tanto tempo separados e o destino quis que voltássemos a jogar juntos em um momento como estes, tão importante na carreira do Benjamin. É uma grande responsabilidade e também uma grande alegria ajudá-lo a chegar a esta marca tão expressiva", diz Márcio, que contabiliza 1.461 resultados positivos em sua carreira.

Márcio e Benjamim disputam a etapa finlandesa buscando o primeiro título da dupla desde a reunião. Os veteranos ficaram em nono lugar nos dois primeiros torneios que disputaram juntos, os Grand Slam da Polônia e da Áustria.

"Apesar da colocação, fizemos um ótimo torneio na Áustria. Vencemos bem os três jogos da primeira fase e só perdemos para Rogers e Dalhausser, que nos superaram em um jogo muito equilibrado. De lá para cá, tivemos uma semana de treinos em Fortaleza e estamos ainda mais fortes", comentou Benjamin.

Ricardo/Pedro Cunha quer segundo título seguido

Depois do título do Grand Slam de Klagenfurt, há dez dias, na Áustria, Ricardo e Pedro Cunha voltam à quadra também na manhã desta quinta. Este será, também, apenas o terceiro torneio da dupla, que ficou em quinto lugar no Grand Slam de Stare Jablonki (Polônia) e tenta subir no ranking da competição, que vai classificar duas duplas do Brasil para os Jogos Olímpicos de Londres-2012.

Pedro Cunha, bicampeão brasileiro (2007 e 2010), quer manter o bom ritmo para conseguir embalar com o parceiro recente, Ricardo.

"O Circuito Mundial é um campeonato longo, onde você precisa manter uma boa sequência de resultados, e é isso que estamos buscando. Estamos vindo de um título importante, de um Grand Slam, e estamos bem preparados para jogar essa etapa da Finlândia", comentou Pedro.

Ricardo, dono de três medalhas olímpicas (ouro em Atenas-2004, prata em Sydney-2000 e bronze em Pequim-2008), espera por mais um torneio equilibrado. Eleito Herói Olímpico pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), ele viu como principal adversário a regularidade das demais duplas que disputarão o torneio.

"O nível de competitividade está muito alto, o campeonato está equilibrado demais e é preciso jogar bem todos os jogos, estar sempre bem preparado e vencendo. E neste torneio não será diferente. Treinamos bem em João Pessoa e nosso entrosamento está melhorando a cada dia, nossa sintonia está cada vez mais ajustada", afirmou.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG