Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Diretora do Vôlei Futuro afirma que sedação de Stacy diminuiu

Líbero norte-americana, machucada com gravidade após acidente com ônibus do time, segue na UTI mas apresenta melhoras

Gazeta |

Apesar de ainda permanecer na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), a líbero norte-americana Stacy Sykora, do Vôlei Futuro, vem apresentando melhoras em seu quadro de saúde. Nesta sexta-feira, a diretora da equipe paulista Marcela Constantino confirmou que as doses de sedação da atleta já diminuíram.

"Ela já está melhorando. Eles já estão começando a diminuir a sedação. Em neurologia não se fala nada em menos de 72 horas, mas as 36 primeiras foram positivas", analisou. A sedação tornou-se necessária para inibir a elevação da pressão arterial do cérebro da atleta, que continua sofrendo uma hemorragia na parte esquerda.

Stacy foi a maior vítima do tombamento do ônibus da equipe, que estava se dirigindo ao ginásio do Sollys/Osasco para disputar o primeiro jogo da semifinal na última terça-feira. As outras jogadoras, que sofreram apenas escoriações, voltaram a treinar nesta sexta. A CBV (Confederação Brasileira de Vôlei) ainda não divulgou uma data para a realização da partida.

Com a pancada, a norte-americana sofreu um traumatismo crânio-encefálico e precisou ser transferida, imediatamente, para a UTI do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Um prontuário mais detalhado ainda não foi emitido porque o hospital está esperando a chegada e a autorização de algum familiar de Stacy. Keri, uma de suas irmãs, deve desembarcar no Brasil no sábado.

Leia tudo sobre: vôlei futuroStacy Sykoraacidentehospitalinternação

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG