Seleção caribenha contou com Henry Bell pra ficar como uma das três melhores segundas colocadas

selo

Com uma convincente vitória sobre a Itália nesta sexta-feira, em Modena, a seleção de Cuba conquistou a sua classificação à fase final da Liga Mundial, que acontece a partir da próxima quarta-feira nas cidades de Gdansk e Sopot, na Polônia.

O grande destaque da vitória cubana por 3 a 0, parciais de 25/21, 25/20 e 27/25, foi Henry Bell, autor de 19 pontos. O resultado na sua última partida da fase de grupos levou Cuba a 23 pontos, na segunda colocação do grupo D. Não pode mais ser ultrapassada pela Sérvia, que fez 21 no grupo C, garantindo-se assim como uma das três melhores segundas colocadas.

Por conta da classificação automática da Polônia, país sede da fase final, e que ficou apenas em terceiro no grupo A, classificam-se à fase final o primeiro de cada um dos quatro grupos, mais os três melhores segundos colocados. Apesar da derrota por 3 a 2 para a Rússia nesta sexta-feira, a Bulgária também se garantiu dentro deste critério.

A última vaga na fase final fica entre a Sérvia, que tem 21 pontos, e os Estados Unidos, que têm 18. Para avançarem, os norte-americanos precisam marcar pelo menos quatro pontos nos confrontos de sábado e domingo contra Porto Rico, em Long Beach. Consegue isso com uma vitória e uma derrota por 3 sets a 2 ou se faturarem os dois jogos. Os porto-riquenhos, porém, só venceram três sets em dez jogos até aqui e devem ser presa fácil, colocando os EUA na fase final e eliminando a Sérvia.

Desta forma, vão à fase final sete dos oito primeiros colocados do ranking mundial. A Polônia, décima, ocuparia o lugar da Sérvia, dona da terceira posição, ou dos Estados Unidos, quinto. Já estavam classificados antecipadamente o Brasil, a Itália, a Rússia e a Argentina, campeãs de seus grupos. Com uma derrota apenas, os russos tiveram a melhor campanha da fase de classificação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.