Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Cuba perde de novo, mas ainda assim se classifica e evita vexame

Caribenhas foram derrotadas pelos Estados Unidos, mas avançam e encaram o Brasi na segunda fase do Mundial

Gazeta Esportiva |

Tricampeã olímpica e bi mundial na década de 90, a seleção cubana escapou de um vexame histórico nesta quarta-feira. Derrotada pela terceira vez no Campeonato Mundial, a equipe caribenha só avançou na disputa graças aos critérios de desempate, que definiram o grupo C da competição.

Diante dos Estados Unidos, vice-campeões olímpicos e atuais donos da taça no Grand Prix, Cuba caiu por 3 sets a 1, parciais de 30/28, 25/23, 22/25 e 25/22. Assim, o time chegou aos sete pontos conquistados, o mesmo que Tailândia e Croácia, mas ficou à frente de ambos porque possui um "point avarage" (divisão dos pontos feitos pelos sofridos) de 0,993, contra 0,960 das asiáticas e 0,899 das europeias.

Cubanas e tailandesas serão duas das adversárias do Brasil na próxima fase, já que o regulamento do Mundial prevê a união dos classificados do grupo B e do C em uma chave única, cujos dois melhores avançam às semifinais. Como serão considerados os resultados feitos contra os times que sobreviveram à primeira etapa do Mundial, as duas seleções entram com poucas chances de avançar.

Líderes do grupo B, as brasileiras ainda terão pela frente Estados Unidos e Alemanha, respectivamente primeira e segunda seleção melhor colocada no grupo C. As norte-americanas ainda estão invictas e proporcionaram a única derrota das alemãs até agora na disputa.

Com a surra tomada ante o Brasil, a Itália se classificou apenas em terceiro lugar no grupo B, atrás da Holanda, que venceu Porto Rico por 25/12, 25/13 e 25/16. A República Tcheca, que superou o Quênia por 25/20, 25/15 e 25/20, terminou na quarta colocação, também com oito pontos, oriundos de três vitórias e duas derrotas.

Outra chave

O outro grupo da segunda fase do Mundial feminino de vôlei é formado pelos classificados das chaves A e D, cujos dois líderes, Japão e Rússia, seguem invictos. Atuais campeãs do mundo, as russas venceram a China com facilidade nesta quarta, com parciais de 25/22, 25/17 e 25/19.

Mesmo assim, as chinesas seguem vivas na competição, passando em quarto lugar. Em duelo pela segunda posição, a Coreia do Sul derrotou a Turquia no tie-break: 16/25, 25/21, 25/21, 19/25 e 15/13. Já República Dominicana e Canadá fizeram o jogo dos eliminados, com o time caribenho, comandado pelo brasileiro Marcos Kwiek, vencendo por 21/25, 28/26, 25/11 e 25/20.

No grupo A, o Japão fez a alegria da torcida ao vencer a Sérvia por 3 sets a 1, parciais de 28/26, 29/27, 18/25 e 27/25, garantindo o primeiro lugar da chave. Com uma vitória em sets diretos sobre a Argélia (25/17, 25/16 e 25/12), a Polônia passou em terceiro, enquanto o Peru ficou com a última vaga ao vencer a Costa Rica por 25/18, 25/18, 32/34 e 25/19.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG