Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Contra classificado Sesi-SP, Campinas luta para manter chances

Equipe do interior paulista ocupa 9º lugar no torneio e espera resultado positivo para manter esperança de passar à próxima fase

Gazeta Esportiva |

De um lado, o Sesi-SP, atual líder da Superliga masculina e já classificado para os playoffs. Do outro, a Medley/Campinas, equipe que ainda luta para garantir um lugar na próxima fase. Os dois times se enfrentam às 18h45 (de Brasília) desta segunda-feira, no Ginásio da Vila Leopoldina.

Divulgação
Jamelão é uma das forças no ataque do time de Campinas para a partida da Superliga masculina
No primeiro turno, o Sesi-SP venceu por 3 sets a 1. Na ocasião, brilhou a estrela do levantador Sandro, que deixou a quadra como o melhor atleta do confronto. Para mudar o resultado da partida desta segunda-feira, o técnico Cacá Bizzocchi espera uma evolução no aspecto tático.

"Quanto mais vezes as equipes se enfrentam, mais subsídios se têm para montar uma estratégia. Estamos enfrentando o Sesi-SP desde o início da temporada, inclusive com dois jogos-treinos, e isso nos traz mais elementos para estudar o adversário", explicou Cacá.

O treinador também relatou a preocupação em manter a tranquilidade do grupo que busca um lugar na próxima fase do torneio nacional. Atualmente, o Campinas ocupa o nono lugar na classificação geral com 34 pontos ganhos. Já o Sesi-SP lidera com 46.

"Essas últimas cinco rodadas serão de alta tensão. As equipes que conseguirem manter a calma nos momentos decisivos farão diferença", afirma o treinador, que ainda não definiu a equipe titular, já que o meio de rede e capitão André Heller, desfalque nas duas últimas rodadas por lesão, ainda é dúvida.

No Sesi-SP, o técnico Giovane quer manter o embalo. Na última rodada, o time paulista bateu o Vôlei Futuro por 3 sets a 0. "Temos jogado muito bem os últimos jogos, evoluindo a cada partida e isso tem a ver, principalmente, com a forma como o time vai à quadra, concentrado e focado. Nosso saque tem funcionado bem, o bloqueio também está sendo eficiente e, mais uma vez, vamos jogar em casa", afirmou.

O treinador pede ainda atenção especial com o bloqueio adversário. "Temos que entrar muito ligados, pois vamos enfrentar uma equipe perigosa, que está querendo uma posição melhor na tabela, tem jogadores de qualidade e um bloqueio muito alto, com André Heller, Gustavão e Thiago Sens", alertou.

Leia tudo sobre: superliga masculinasesimedley/campinas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG