Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Carol Gattaz sonha com Londres: "Sei que tenho plenas condições"

Central se recupera de uma fascite plantar no pé esquerdo e espera vestir a camisa do Brasil na próxima Olimpíada

Aretha Martins, iG São Paulo |

Para a meio-de-rede Carol Gattaz, o pior momento em sua carreira foi o corte às vésperas da Olimpíada de Pequim. Depois de acompanhar de longe a conquista da medalha de ouro e se recuperar de uma fascite plantar no pé esquerdo, a jogadora sonha com os Jogos de Londres, em 2012, e afirma: "Sei que tenho plenas condições de estar relacionada".

Carol participou desta tarde de um chat no site Vôlei Brasil, da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV). Ela disse que a lesão no pé a atrapalhou bastante, mas agora, ela mostra confiança. "Faz um ano e meio que eu sofro com essa dor. Sei que caí muito de produção durante esse tempo. Agora que eu estou voltando a minha forma ideal e vou começar a brigar por uma vaga na seleção e no Unilever", afirmou.

A central também ficou fora do Grand Prix de 2010 e apenas completou o grupo que foi vice-campeão mundial. Ao chegar da seleção, a jogadora fez tratamento com José Luiz Runco, médico da seleção brasileira de futebol e voltou a jogar pelo Unilever no returno da Superliga feminina 2010/2011. Até agora foram três partidas com a camisa do time carioca.

Agora, ela quer conquistar a vaga na equipe de Bernardinho, para manter o sonho olímpico. "Meu objetivo hoje é voltar a jogar como antes, ser titular do time novamente e, a longo prazo, ser convocada pra seleção e ir para os Jogos Olímpicos", disse Carol Gattaz durante o chat.
 

Leia tudo sobre: Carol Gattazunileversuperliga femininaLondres 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG