Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Carol Gattaz espera conquista de títulos no Vôlei Futuro

Jogadora vê time de Araçatuba como um dos quatro favoritos à conquista da próxima Superliga de vôlei

Gazeta |

Divulgação
Carol Gattaz está de malas prontas para defender o Vôlei Futuro, em Araçatuba(SP)
Atual campeã da Superliga 2010/11 com o Unilever, a meio de rede Carol Gattaz está de malas prontas para se mudar para Araçatuba (SP), onde defenderá a camisa do Vôlei Futuro por uma temporada. Impressionada com a estrutura da nova equipe, a jogadora espera conquistar grandes resultados.

"É uma estrutura maravilhosa. Tenho certeza que a gente vai brigar por título. Foi maravilhoso o que eles fizeram no ano passado", disse Carol Gattaz. Além da meio de rede, o Vôlei Futuro também trouxe outros reforços de peso para a próxima temporada.

"Todo mundo que veio para cá está com a mesma disposição. Acho que todo mundo vai estar na mesma sintonia. Vai ser bem bacana o time esse ano", acrescentou a jogadora, que atuará ao lado da meio de rede Walewska, das ponteiras Paula Pequeno e Fernanda Garay, e também da levantadora Ana Cristina.

Para a próxima temporada, Carol Gattaz acredita que o Vôlei Futuro será capaz de ameaçar a hegemonia do Unilever e do Sollys/Osasco, que se revezam na conquista da Superliga de vôlei há dez anos.

Apesar da confiança em sua nova equipe, a jogadora ainda vê o Unilever como o time a ser batido no vôlei brasileiro. O elenco do Rio de Janeiro contará também com um importante reforço, a levantadora Fernanda Venturini, que, aos 40 anos, largou a aposentadoria para voltar às quadras.

Gattaz vê com bons olhos o retorno de Venturini ao vôlei e acredita que a levantadora não enfrentará muitos problemas. "A Fernanda é sempre a Fernanda. Ela é uma excelente jogadora fisicamente e sempre se manteve muito bem. De mão, acho que ela não perdeu, continua com habilidade", disse a meio de rede, que também pede cautela.

"É claro que ela ainda vai sentir a falta de ritmo de jogo, mas acho que isso não vai ser problema para ela, mas isso a gente só pode falar em meio de campeonato", acrescentou Gattaz, que apontou o 'quarteto de ferro' para a próxima Superliga.

"Unilever, Osasco, que deve trazer alguma estrangeira, o Sesi e a gente [Vôlei Futuro]. Acho que serão os quatro times que vão estar brigando aí para estar na final", finalizou Carol. A equipe do Vôlei Futuro volta das férias na segunda quinzena de junho e começa a treinar no próximo dia 20.

Leia tudo sobre: Vôleivôlei futurocarol gattaz

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG