Líbero Serginho e meio-de-rede Gustavo foram convocados por Bernadinho para jogos contra Porto Rico pela Liga Mundial

selo

Um dos líderes da seleção brasileira de vôlei, o levantador Bruno desembarcou nesta terça-feira em San Juan, onde o time estreará contra Porto Rico na edição de 2011 da Liga Mundial, nesta sexta, às 21h30 (de Brasília). E, em sua chegada, o filho do técnico Bernardinho festejou o fato de o Brasil iniciar um novo desafio com o retorno de dois dos seus maiores medalhões: o líbero Serginho e o meio-de-rede Gustavo.

Referência mundial em sua posição, Serginho foi submetido a uma cirurgia nas costas em 2010 e por isso ficou fora da temporada passada da seleção. O jogador, inclusive, chegou a anunciar que iria deixar de defender o País para dar espaço aos mais jovens, mas acabou convencido por Bernardinho a seguir vestindo a camisa nacional.

Já Gustavo, considerado um dos maiores bloqueadores do mundo, não era convocado por Bernardinho desde os Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, quando o Brasil ficou com a medalha de prata e o jogador anunciou que estava se aposentando da seleção.

"Foi muito legal vê-los de volta e treinando com a mesma motivação de sempre. O Serginho nunca deixou de fazer parte do nosso grupo e, mesmo quando estava afastado pela lesão, mantinha contato e era muito importante. Além de grande jogador, é um cara que faz o grupo crescer muito com as suas atitudes. Em quadra ou não, ele é nosso diferencial", ressaltou Bruno, em declaração publicada pela Confederação Brasileira de Vôlei em seu site oficial.

Com a volta dos dois medalhões, o Brasil iniciará nesta sexta a busca pelo seu décimo título da Liga Mundial. E Bruno prevê dificuldades já diante dos porto-riquenhos, que estão fora do primeiro escalão do vôlei mundial. "Jogamos pela última vez contra Porto Rico na Copa do Mundo de 2007 e eles tinham uma boa equipe. É um time com bom volume de jogo, que atua em alta velocidade e conta com bons atacantes. Precisaremos ser regulares e eficientes principalmente no saque e no ataque para controlarmos a partida. Sabemos que a Liga Mundial será difícil, como sempre é, e estamos preparados", avaliou.

Diante de Porto Rico, o Brasil ganhou o desfalque de última hora do atacante Murilo, eleito o melhor jogador da Liga Mundial de 2010. Ele foi liberado por Bernardinho depois de sua mulher, a ponteira Jaqueline, ter perdido o bebê que esperava e era fruto do casamento com o jogador. Por causa disso, Thiago Alves viajou para San Juan no lugar de Murilo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.