Tamanho do texto

Márcio e Ricardo foram derrotado pelos holandeses Boersma E. e Spijkers. No feminino, só uma dupla não fechou a fase invicta

Depois de um dia só de vitórias no Campeonato Mundial de vôlei de praia, os brasileiros tropeçaram e vitórias nesta quarta-feira nas areias em Roma, na Itália. Duas duplas masculinas foram derrotas, mas seguem na briga por um lugar na próxima fase. Já no feminino, só uma dupla brasileira não encerrou a primeira fase com 100% de aproveitamento.

O revés de Márcio e Ricardo, apontados como favoritos ao título, foi surpreendente. Márcio, prata nas Olimpíadas de Pequim e ouro no Mundial em 2005, e Ricardo, ouro nas Olimpíadas de Atenas, levaram a virada de Daan Spijkers e Emiel Boersma, da Holanda, na zebra do Campeonato Mundial até agora, por 2 sets a 1 (21/-12, 17/21, 10/15).

"Foi um bom jogo e é realmente especial bater medalhistas olímpicos, ainda mais para mim, que ainda sou novo", disse Spijkers, de 24 anos.

“Tivemos a oportunidade de garantir a classificação por antecipação, mas fizemos um jogo irregular e acabamos deixando passar. Mas ainda estamos em uma situação boa e, o que é mais importante, só dependemos dos nossos resultados”, comenta Márcio, que precisa de uma vitória para avançar.

Ricardo busca bola na derrota para Boersma E.e Spijkers no Mundial
Divulgação/FIVB
Ricardo busca bola na derrota para Boersma E.e Spijkers no Mundial

Outros holandeses ficaram no caminho dos brasileiros. Bruno e Benjamim perderam para Nummerdor e Schuil por 2 sets a 0 (14/21, 18/21). As duas duplas nacionais somam uma vitória e uma derrota por enquanto no torneio. Alison/Emanuel e Thiago/Harley ainda joga nesta quarta-feira.

Brasileiras fecham fase invictas

Larissa levanta durante partida contra dupla alemã no Mundial
Divulgação/FIVB
Larissa levanta durante partida contra dupla alemã no Mundial
Entre as mulheres, a primeira dupla nacional em quadra foi Vivian/Taiana. Elas venceram Holtwick e Semmler, da Alemanha, por 2 a 0 (21/17 e 21/17) e fecharam a primeira etapa do Mundial invictas.

Juliana/Larissa e Talita/Maria Elisa repetiram o desempenho. As atuais campeãs do Circuito Brasileiro e  Mundial bateram as alemãs Köhler e Sude por 2 a 0 (21/25 e 21/16). Talita e Maria Elisa aplicaram o mesmo placar em Li Yuk Lo e Rigobert , das Ilhas Maurício, com parciais de 21/7 e 21/12.

"Os resultados conquistados foram bons, porém isso já faz parte do passado. O foco a partir de agora é no mata-mata. Qualquer vacilo poderá ser fatal. Se mantivermos a concentração poderemos fazer bonito como no último mundial em Stavanger (na oportunidade Talita/Maria Elisa foi bronze) ou conquistar um resultado ainda melhor”, analisa Talita.

As três duplas brasileira estão classificadas para a próxima fase e avançaram como líderes de seus grupos. A única parceira que teve uma derrota foi Maria Clara/Carol, mas elas se recuperam, venceram Bansley e Maloney, do Canadá por 2 a 0 (21/13 e 21/19) e ficaram com a segunda vaga do seu grupo.