Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Brasil repete atuação, perde dos EUA e adia classificação

Assim como nos jogos em Belo Horizonte na Liga Mundial, a seleção de Bernardinho venceu uma e perdeu a outra

Aretha Martins, iG São Paulo |

Divulgação/FIVB
Théo é parado pelo bloqueio dos Estados Unidos na Liga Mundial
A seleção brasileira parou mais uma vez diante dos Estados Unidos na Liga Mundial . Depois de vencer a partida de sexta-feira , o Brasil fez um jogo nervoso, com muita reclamação em relação à arbitragem nos primeiros sets, e perdeu por 3 sets a 1, com parciais de 25/20, 25/23, 22/25 e 25/23 em uma hora e 25 minutos de partida em Tulsa, nos Estados Unidos.

Com o resultado, a seleção repete o desempenho da rodada em casa diante dos norte-americanos, quando venceu o primeiro jogo e perdeu o segundo .

O Brasil poderia garantir a vaga na fase final nesta noite, caso vencesse ao menos dois sets e marcasse um ponto. Com a derrota, a equipe de Bernadinho segue na liderança isolada do grupo A e precisa marcar mais um ponto, ou vencer dois sets em um dos jogos contra a Polônia, para avançar no torneio.

Na partida desta noite, a seleção começou com Théo como oposto titular, já que Leandro Vissotto sentiu dores na virilha na partida de sexta-feira, e Dante como opção nas inversões. Porém, os Estados Unidos foram mais agressivos no saque e melhores no bloqueio do que na primeira partida em Tulsa. Foram oito pontos no bloqueio e seis aces, enquanto o Brasil bloqueou seis vezes e marcou apenas três pontos diretos no serviço. 

A seleção nacional também reclamou de diversas marcações da arbitragem nos primeiros sets e se desconcentrou, comentendo diversos erros. O time só voltou ao jogo no terceiro set, mas acabou derrotado na última parcial.

Agora o Brasil viaja para a Polônia e encara os donos da casa em duas partidas na próxima semana, no encerramento da fase classificatória da Liga Mundial.

O jogo
O Brasil começou na frente e abriu três pontos (5 a 3) antes da primeira parada no primeiro set. Entretanto, com dois bloqueios seguidos em Giba e um ace de Priddy, os Estados Unidos empataram em 9 a 9. Depois, com três aces de Stanley, os donos da casa chegaram ao 15 a 11. A seleção diminuiu com um bloqueio de Murilo em Stanley (17 a 15),mas, no contra-ataque, os norte-americanos fecharam em 25 a 20.

O segundo set já começou com um rali e seguiu equlibrado, com os Estados Unidos pressionando no bloqueio. Depois de trocas na liderança, Brasil fez 8 a 7 no tempo técnico. Os Estados Unidos viraram com dois erros de Giba e um de Théo no ataque, fazendo 14 a 12. A seleção ainda empatou em 18 a 18, porém, depois de uma marcação duvidosa em um ataque de Murilo, o ponteiro discutiu com o árbitro e viu os anfitriões abrirem mais uma vez (21 a 19). E os Estados Unidos mantiveram a liderança e venceram a segunda parcial por 25 a 23.

Divulgação/FIVB
Priddy foi o maior pontuador para os EUA, com 17 acertos. Murilo também marcou 17 pontos

O Brasil saiu na frente no terceiro set, com 8 a 4 na primeira parada técnica. Com bloqueio em Giba, os Estados Unidos diminuiram para 14 a 12 a vantagem nacional. Entretanto, a seleção se segurou e chegou à segunda parada técnica na frente pela primeira vez na partida, com 16 a 12. Na sequência, os norte-americanos encontraram com bons saques com Patak, que saiu do banco, e, com três pontos consecutivos, encostaram em 18 a 17. Mas o Brasil seguiu concentrado e fechou a parcial em 25 a 23 em um ponto de saque.

No quarto set, os Estados Unidos chegaram à frente na primeira parada pela primeira vez no jogo, com 8 a 6 no marcador. Em novo erro do Brasil, a vantagem norte-americana aumentou para 13 a 10. No ataque de Giba, o Brasil buscou e empatou em 16 a 16. Mas Giba invadiu no ataque de fundo e os Estados Unidos voltararam a liderar por dois pontos (21 a 19). Depois, com um bloqueio no meio, eles chegaram ao match point. O Brasil ainda ensaiou uma recuperação e salvou dois pontos, mas os norte-americanos fecharam a partida com Priddy pelo meio fundo em 25 a 23.

Leia tudo sobre: liga mundialestados unidos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG