Time nacional venceu bem e fez um jogo proveitoso no que diz respeito à preparação para o Grand Prix

A seleção brasileira feminina de vôlei fez mais uma vítima nesta sexta-feira. O Japão, rival na semi do último Mundial, bem que ameaçou no início, mas as atuais campeãs olímpicas fecharam o embate por 3 sets a 0, parciais de 25/21, 25/16 e 25/22.

Se o duelo contra o Peru não serviu nem para treino (como disse o técnico José Roberto Guimarães), o embate diante das asiáticas, válido pela segunda rodada da Copa Internacional, foi proveitoso no que diz respeito à preparação para o Grand Prix da Coreia do Sul, marcado para agosto.

Após bater a Itália na quinta, o Japão começou o jogo no ginásio Nilson Nelson, em Brasília, comandando o placar. O Brasil se manteve atento e não deixou as rivais se distanciarem. Perto do fim do set, Tandara - natural de Brasília - e Thaísa chamaram a responsabilidade e foram cruciais na abertura do marcador.
Na parcial seguinte, a superioridade nacional permaneceu latente e, contando com a boa fase da central Thaísa e com as pancadas de Paula Pequeno, o time verde-amarelo fez 2 a 0: 25/16.

À frente, o time anfitrião tirou o pé, mas mesmo assim venceu com tranquilidade. Jogadoras reservas, como a levantadora Ana Tiemi, puderam receber oportunidades na parte final do confronto - que teve fim com o Brasil marcando 22 pontos de bloqueio, contra apenas quatro das oponentes.

O último compromisso das brasileiras no torneio amistoso será neste sábado, contra a Itália. A partida está marcada para as 10h (de Brasília). Todos os ingressos já foram distribuídos gratuitamente.
Itália vence a primeira na capital federal.

Antes de o Brasil entar em quadra, a Itália obteve o primeiro triunfo na competição. Nesta sexta, as europeias derrotaram o Peru por 3 sets a 1, parciais de 22/25, 25/20, 25/14 e 25/12.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.