Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Brasil arrasa Argentina e mantém liderança no Grand Prix

Capitã e central Fabiana foi a maior pontuadora da partida, com 17 acertos, sendo nove no ataque e oito no bloqueio

Gazeta |

Divulgação/FIVB
Fabiana foi destaque no ataque e no bloqueio diante da Argentina
A seleção feminina de vôlei segue em ótima fase no Grand Prix 2011. Na madrugada deste sábado, a equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães enfrentou a tradicional rival Argentina, mas não tomou conhecimento do adversário sul-americano e venceu por fáceis 3 sets a 0, em parciais de 25/12, 25/14 e 25/8, e manteve a liderança da competição na classificação geral.

Isso porque a Rússia já havia perdido a sua primeira partida no Grand Prix nesta sexta-feira, em um 3 a 2 para a Coreia do Sul, o que rendeu a queda para a segunda posição. Com a vitória e novamente sem perder sets, o Brasil está muito próximo de garantir a primeira colocação no geral, tendo até então oito vitórias, já estando classificado para a fase final, em Macau, na China.

A central e capitã Fabiana foi a maior pontuadora da partida e chamou a atenção no bloqueio. Dos 13 pontos braisleiros no fundamento, ela marcou 8 (as demais brasileiras marcaram apenas um ponto). com outros nove pontos no ataque, no total, Fabiana colocou 17 bolas no chão A oposta Sheilla também se destacou, com 11 acertos. Do lado argentino, a maior pontuadora foi Lucia Fresco, com 6 acertos.

O Brasil dominou com facilidade os números do jogo. A seleção marcou 36 pontos de ataque, enquanto as rivais acertaram apenas 15 vezes. No bloqueio, o resultado ficou em 13 a 2 para o Brasil. Também foram oito aces nacionais e três argentinos. A única estatística que ficou parecida foi a de erros. Enquanto o Brasil falhou em 15 jogadas, as rivais sul-americanas deram 18 pontos de graça.

Neste domingo, a seleção fecha a participação no grupo diante da Tailândia, que contará com a torcida local no ginásio Keelawe 1, em Bangcoc, e ainda tenta se classificar para a fase final da competição. O jogo será às 6h30 (horário de Brasília).

O jogo

Divulgação/FIVB
Sheilla ataca diante da Argentina. Ela marcou 11 pontos na partida
No primeiro set o elenco brasileiro começou mal, chegando a perder os três primeiros pontos. No entanto, após o momento de pane geral, a seleção virou rapidamente o placar e já liderava o placar no primeiro tempo técnico, chegando a abrir nove pontos antes da segunda parada (15 a 6). A vantagem seguiu aumentando e, mesmo sofrendo alguns pontos, as brasileiras fecharam em 25 a 12.

Na segunda parcial, a Argentina continuou sendo uma presa fácil para o Brasil. Com a seriedade que foi a marca do time desde o começo da competição, o time de Zé Roberto não teve dificuldades para liderar o marcador e vencer por 25 a 14, indo com tranquilidade para o terceiro set.

Nele, Zé Roberto preferiu descansar algumas de suas atletas e dar rodagem a outras que atuam menos. Resultado disso foi a entrada de Natália, que se recuperou de uma lesão na canela provocada pela retirada de um tumor benigno no local. Confiante, a atleta foi bem e se destacou no set junto com Paula Pequeno, que fizeram a vantagem ser ainda maior e o time ter o set mais fácil de todo o Grand Prix, encerrado em 25/8 e finalizando o jogo após uma hora e um minuto.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG