Para técnico, se o time quiser ganhar, tem que atuar como nos últimos sets da vitória sobre os Estados Unidos

Divulgação/FIVB
Giba comemora com Serginho a vitória do Brasil sobre os Estados Unidos
A seleção masculina de vôlei venceu os Estados Unidos por 3 sets a 1 nesta quinta-feira e garantiu uma vaga nas semifinais da Liga Mundial . Para o Bernardinho, a atuação da equipe depois da virada no segundo set deve servir de exemplo para os próximos jogos do campeonato.

"Se quisermos ganhar aqui, temos que jogar como fizemos no segundo, terceiro e quatro sets de hoje (quinta-feira) - cada ponto completamente focado", afirmou o técnico em entrevista coletiva após o confronto.

O Brasil saiu atrás e levou 25 a 15 dos norte-americanos no primeiro set. Depois, com o mesmo time em quadra, conseguiu se recuperar e vencer os três sets seguintes, devolvendo o placar de 25 a 15 na última parcial. "Nós estamos felizes e ainda estamos na disputa", disse Bernardinho.

Apesar da virada, o treinador ressaltou as qualidades do time dos Estados Unidos. "Tenho um grande respeito pelo sistema de jogo norte-americano. Eles sabem como controlar o jogo e atuam com muita inteligência", analisou.

Giba seguiu a mesma linha durante a coletiva. "Jogar contra os Estados Unidos é sempre muito difícil. Eles são os campeões olímpicos e eles sabem como jogar contra a gente", falou o capitão. O Brasil até agora só tem duas derrotas na Liga Mundial, exatamente para os Estados Unidos, na fase classificatória, também por 3 sets a 1.

Do outro lado, o técnico norte-americano mostrou decepção. "Nós vencemos o primeiro set e tentamos manter a pressão. Depois eles se distanciaram até as primeiras paradas técnicas e nós tentamos alcancá-los. Para ser honesto, achei que pudéssemos fazer mais do que isso", analisou Alan Knipe.

Agora, o Brasil, já classificado, encara a Rússia para decidir a liderança do grupo F nesta sexta-feira. Já os Estados Unidos, eliminados da briga por medalhas, cumprem tabela diante de Cuba.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.