Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Autópsia em medalhista olímpico de vôlei será nesta terça-feira

Primeiro relatório médico aponta para parada cardíaca, mas só autópsia irá determinar a causa da morte de Bovolenta

iG São Paulo |

Getty Images
Bovolenta defendeu a seleção da Itália nas Olimpíadas de Pequim, em 2008
O vôlei italiano teve uma rodada de luto no domingo. Jogadores e torcida lembraram o meio-de-rede e vice-campeão olímpico em Atlanta Vigor Bovolenta, que morreu após passar mal em quadra na noite de sábado. O corpo do jogador passará por uma autópsia nesta terça-feira para determinar a causa da morte.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O Ministério Público de Macerata investiga o que aconteceu com o Bovolenta. O primeiro relatório médico aponta para parada cardíaca.

Leia também: Brasileiros lembram Bovolenta e falam em luto no Twitter

Na rodada de domingo, todos os jogos do Campeonato Italiano tiveram um minuto de silêncio em homenagem ao jogador. No Cuneo, time do brasileiro Leandro Vissotto, os jogadores se reuniram em torno de uma camisa que foi usada por Bovolenta e se emocionaram. Lágrimas também no Latina, equipe que ele defendeu por várias temporadas.

Divulgação
Cuneo, de Leandro Vissotto (camisa 8), lembra ex-companheiro Bovolenta. Italiano Hristo Zlatanov chora ao segurar uniforme

Segundo a imprensa italiana, foram quatro tentativas de reanimar Vigor Bovolenta e o socorro demorou apenas quatro minutos para chegar à quadra. Bovolenta jogava pelo Forlí e ia para o saque quando se sentiu mal. Ele disse "Minha cabeça está girando, me ajudem que vou cair" e desmaiou em quadra. O jogador já chegou morto ao hospital.

Os jornais da Itália também lembraram que ele teve uma leve arritmia cardíaca que o afastou das quadras por quatro meses na temporada 97/98. Entretanto, em entrevista ao La Repubblica, o médico Piero Volpi disse que o problema havia sido controlado e não ter relação com a causa da morte.

"Temos alto padrão de controle para a saúde dos atletas. Tragédia sempre pode acontecer, mas estamos um passo a frente do resto da Europa", completou o ministro de saúde da Itália ao mesmo jornal.

Leia tudo sobre: vôleiitáliavigor bovolenta

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG