Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Após seis finais consecutivas, vantagem de títulos é do Rio

Equipe de Bernardinho perdeu em 2004/2005, venceu quatro títulos seguidos, e foi derrotado de novo em 2010

Aretha Martins, iG São Paulo |

Divulgação/CBV
Sollys/Osasco comemora título na temporada 2009/2010, depois de quatro vices seguidos
Rio de Janeiro x Osasco já é sinônimo de final na Superliga feminina. Nesta temporada, as equipes disputam a sétima decisão seguida. Apesar de o título da temporada 2009/2010 ter ficado com o Sollys/Osasco, a vantagem no confronto ainda é do Unilever, com quatro conquistas no total. Agora, o Rio de Janeiro pode recuperar o primeiro lugar ou ver as paulistas encostarem nessa briga recente pela medalha de ouro. Relembre as decisões.

2003/2004
O time de Osasco jogou a sua primeira temporada com o patrocínio do Finasa e levou o tricampeonato nacional diante do então Rexona/Ades, hoje Unilever. Duas jogadoras da equipe paulista que agora defendem o Rio de Janeiro foram destaque: Valeskinha, a melhor bloqueadora, e Mari, dona do melhor saque.

2004/2005
Foi a primeira vitória das cariocas. Elas chegaram invictas à final, mas só ficaram com o título no quinto jogo da série, com uma vitória por 3 sets a 0.

2005/2006
As equipes foram para a decisão com o mesmo cenário da temporada anterior, após o Rio de Janeiro ter feito uma campanha melhor na fase de classificação. Mais uma vez, o título só saiu no último jogo do playoff, quando o time de Bernardinho derrotou o Osasco no tie-break depois de reverter uma vantagem de 8 a 4 para as rivais.

2007/2008
Foi a primeira temporada decidida em jogo único e, mais uma vez, o time do Rio de Janeiro, jogando no Maracanãzinho, conseguiu a virada. Dessa vez, elas venceram por 3 sets a 1.

2008/2009
Como em todas as outras decisões, o Rio de Janeiro avançou à final com campanha melhor que o Osasco. A final foi mais uma vez no Maracanãzinho e as paulistas poderiam ter liquidado a partida no quarto set, mas, depois de uma marcação duvidosa da arbitragem, elas perderam a concentração e foram derrotadas. Foi o quarto título em sequência das cariocas.

Divulgação/CBV
Fabi levanta o título de campeão do Rio na temporada 2008/2009


2009/2010
A partida final da Superliga foi no ginásio do Ibirapuera e as donas da casa finalmente deram o troco nas cariocas. Depois de vencer o primeiro set e levar a virada, o Sollys/Osasco, que contou com a volta de Jaqueline, que estava no voleibol italiano e foi eleita a melhor em quadra, se recuperou e venceu o tie-break.

2010/2011
Será a primeira final fora de casa para cariocas e paulistas. As decisões anteriores foram nos ginásios Caio Martins, Maracanãzinho e Ibirapuera. Agora, elas duelam no Mineiirinho, em Belo Horizonte, e colocam em quadra mais uma vez a rivalidade Rio x São Paulo. “É uma rivalidade saudável. A cada temporada estamos escrevendo um novo capítulo dessa história”, afirma Fabi, líbero da seleção brasileira e do Unilever.

Leia tudo sobre: unileversollys/osascosuperliga feminina

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG