Melhor jogador do mundo deve ser titular na formação que enfrenta a Polônia pela Liga Mundial

O melhor jogador do mundo está de volta à seleção brasileira masculina de vôlei. Depois de não viajar com o grupo para Porto Rico no fim de semana de estreia da Liga Mundial, Murilo treinou pela primeira vez com a equipe na manhã desta quarta-feira, no ginásio do Maracanãzinho. O atacante desfalcou a equipe para ficar com a mulher, a jogadora Jaqueline, que perdeu o bebê que estava esperando poucas semanas após o anúncio de sua gravidez.

"Bola para frente. Eu e a Jaque ficamos muito tristes, até porque a expectativa era muito grande. Ela já tinha decidido não jogar este ano e tinha pedido dispensa da seleção. Fiquei a semana passada inteira com ela. Agora, estamos bem. Faz parte da vida. Isso é normal numa primeira gravidez e não a impedirá de engravidar novamente. Agora, é volta por cima", contou Murilo, que assistiu às duas vitórias do Brasil sobre Porto Rico pela televisão.

O técnico Bernardinho ainda não definiu a equipe que começará jogando, mas Murilo deverá ser relacionado para as partidas contra a Polônia neste fim de semana. O Brasil duelará com os poloneses neste sábado (4) e domingo (5), às 10h (horário de Brasília), no ginásio do Maracanãzinho. Para o melhor jogador do mundo em 2010, a Polônia exigirá muito mais do time nove vezes campeão da Liga Mundial.

"A Polônia tem uma equipe alta e acostumada a jogar estes tipos de jogos importantes, de alto nível. As dificuldades serão bem maiores do que contra Porto Rico. Nosso saque precisará entrar bem para conseguirmos tocar no bloqueio e proporcionar contra-ataques", avaliou o jogador, que pediu atenção especial a um jogador: o ponteiro Kurek.

"Ele é alto e ataca muito alto também. Teremos que ter uma marcação diferenciada sobre ele", destacou o jogador, seis vezes campeão da Liga e eleito o melhor jogador do último Mundial, na Itália, onde o Brasil conquistou o tricampeonato.

Mesmo sem Murilo, seleção venceu seus dois primeiros jogos na Liga Mundial, contra Porto Rico
Vipcomm
Mesmo sem Murilo, seleção venceu seus dois primeiros jogos na Liga Mundial, contra Porto Rico
O ponteiro João Paulo Bravo sabe que voltará para o banco de reservas com o retorno de Murilo. Ele substitui o jogador do Sesi contra Porto Rico e, pela primeira vez, defendeu o Brasil na Liga Mundial. O atacante teve um bom desempenho e recebeu elogios do técnico Bernardinho. No entanto, não tem pretensões de se manter entre os titulares com a volta de Murilo. "A vaga é dele. Claro que se eu tiver a oportunidade de jogar ficarei muito feliz", disse de forma descontraída.

Pouco conhecido do público brasileiro, João Paulo festeja a oportunidade de poder jogar no Brasil diante da torcida com a camisa da seleção pela primeira vez. "Tudo para mim é novo. A expectativa é sempre grande. Eu fiz o caminho inverso da maioria dos jogadores. Joguei no exterior muito tempo e me destaquei. Mas quem sabe, na próxima temporada, não poderei voltar para o Brasil", disse o ponteiro, que continuará por mais um ano no voleibol turco.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.